Bilheteria de filmes na China vai ultrapassar EUA em dez anos

Previsão é de Millard Ochs, presidente da Warner Bros. International Cinemas

iG São Paulo |

Getty Images
O executivo da indústria cinematográfica Millard Ochs
Em dez anos, a bilheteria dos filmes na China vai ultrapassar a dos Estados Unidos e Canadá. A previsão é do presidente da Warner Bros. International Cinemas, Millard Ochs. No ano passado, a renda obtida com entradas para cinemas no país já havia crescido 65%, alcançando um total de US$ 1,5 bilhão (cerca de R$ 2,5 bilhões).

Ochs divulgou alguns números impressionantes sobre a China. Segundo ele, no momento o país ganha três novas salas de cinema por dia. Ele ainda acredita que, em pouco tempo, Pequim vai aumentar a cota de filmes estrangeiros que podem ser exibidos no país, para se adequar às regras da Organização Mundial do Comércio.

As declarações, publicadas pelo The Hollywood Reporter, foram feitas durante a CinemaCon, um encontro de executivos da indústria cinematográfica realizado em Las Vegas, nos Estados Unidos.

De acordo com Ochs, não apenas a China, mas também Brasil, Rússia e Índia (denominados BRICs, as quatro principais economias emergentes do planeta), terão um papel fundamental para as bilheterias nos próximos anos. A razão é que essas nações têm classes médias que vão ao cinema cada vez mais.

Em 2010, o crescimento da venda de entradas fora da América do Norte foi de 13%. Os mercados fora de Estados Unidos e Canadá já representam 67% das bilheterias no mundo.

    Leia tudo sobre: Cinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG