Indicado ao Oscar por "Em Nome do Pai", britânico sofria de câncer

Pete Postlethwaite é beijado em Veneza por Sophia Loren, sua colega em
AP
Pete Postlethwaite é beijado em Veneza por Sophia Loren, sua colega em "Desejo de Liberdade" (2002)
O ator inglês de cinema e teatro Pete Postlethwaite, indicado ao Oscar em 1994 por seu papel em "Em Nome do Pai", morreu neste domingo aos 64 anos após um longo tratamento contra o câncer, informou nesta segunda-feira um amigo, o jornalista Andrew Richardson.

O ator, que continuou trabalhando durante os meses de tratamento, estava internado em um hospital em Shropshire, interior da Inglaterra, na fronteira com o País da Gales.

Pete Postlethwaite segura medalha da Ordem do Império Britânico em 2004
AP
Pete Postlethwaite segura medalha da Ordem do Império Britânico em 2004
Nascido em 1945 em Warrington, no noroeste inglês, Postlehwaite cursou interpretação na escola de teatro Bristol Old Vic. Começou sua carreira de ator no Everyman Theatre de Liverpool, onde teve entre seus colegas atores respeitados como Bill Nighy, Jonathan Pryce e Julie Walters, atriz com a qual manteve uma relação na década de 1970. era membro veterano da prestigiosa Real Companhia de Shakespeare.

Em sua carreira cinematográfica, ganhou destaque por sua impecável e sutil interpretação, dando sempre grande humanidade aos personagens. O diretor de cinema de Hollywood Steven Spielberg o descreveu como "o melhor ator do mundo" após trabalhar com ele em "Jurassic Park: O Mundo Perdido" e "Amistad".

Além da indicação ao Oscar pelo pelo drama político "Em Nome do Pai" (1993), Postlethwaite – condecorado com uma  Ordem do Império Britânico em 2004 –,  chamou atenção em filmes como "O Último dos Moicanos" (1992, em que também dividiu as telas com Daniel Day-Lewis), "Os Suspeitos" (1995) e "A Revolução dos Bichos" (1999). Foi dirigido por dois brasileiros – Walter Salles, por "Água Negra", e Fernando Meirelles, por "O Jardineiro Fiel", ambos de 2005 – e só no último ano teve três trabalhos: "Fúria de TItãs", "A Origem" e "Atração Perigosa".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.