Ator argentino Alberto de Mendoza morre em Madri aos 88 anos

Protagonista de mais de 200 filmes, artista estava internado há vários dias por causa de uma insuficiência respiratória

EFE |

Divulgação
Alberto de Mendoza
O ator argentino Alberto de Mendoza, um dos galãs do cinema espanhol e protagonista de quase 200 filmes ao lado de atrizes como Carmen Sevilla e Sara Montiel, morreu nesta segunda-feira em Madri aos 88 anos, anunciou a Sociedade de Gestão Coletiva Espanhola de Atores e Intérpretes (AISGE).

O ator, que será cremado na terça-feira no cemitério de Almudena, em Madri, estava internado há vários dias em uma clínica da cidade por insuficiência respiratória.

Protagonista de filmes como "Tapas", "Filomena Marturano" e "Zorrita Martínez", Alberto Manuel Rodríguez Gallego González de Mendoza nasceu em 21 de janeiro de 1923 em Buenos Aires e era pioneiro entre os artistas argentinos que atuaram na Espanha.

Em 1º de dezembro, Mendoza estreou com grande sucesso em Buenos Aires seu último trabalho, o avô machista de "La Mala Verdad" (ainda sem título em português), um filme de Miguel Ángel Rocca, com o qual ganhou o prêmio de melhor ator na categoria ibero-americana no último Festival de Málaga.

Seus filhos, Belém e Fabián, o lembraram nesta manhã como "um homem apaixonado por seu trabalho e temperamental", de acordo com a nota da AISGE.

O ator começaria a gravar uma série de 13 capítulos para a televisão argentina e em 2012 planejava estrear "As Bruxas de Salem" nos palcos de Buenos Aires. Filho de espanhóis e órfão aos 5 anos, o pequeno Alberto de Mendoza foi morar em Madri, onde se apaixonou pelo cinema e pelo teatro, lembrou a AISGE.

    Leia tudo sobre: Alberto de Mendozacinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG