High School Musical , ator estreia drama adolescente" / High School Musical , ator estreia drama adolescente" /

Antes despreocupado, Zac Efron agora encara filmes sérios

Conhecido pelo papel de galã em High School Musical , ator estreia drama adolescente

Reuters |

Divulgação
Sam St. Cloud (Charlie Tahan) e seu irmão Charlie (Zac Efron) em cena do drama Charlie St. Cloud
O Zac Efron do passado, que cantava, dançava e brincava, ficou para trás. Agora com 22 anos, o galã adolescente da alegre franquia High School Musical , da Disney, diz que agora quer ficar sério, desacelerar e descobrir o que realmente tem por dentro.

Efron encarou seu papel mais dramático até agora em Charlie St. Cloud, que estreia nos cinemas norte-americanos nesta sexta-feira, representando um rapaz atormentado pela morte de seu irmão menor.

Baseado no romance de Ben Sherwood The Death of Charlie St. Cloud , é a história de Charlie (Zac Efron), que vira zelador de um cemitério e brinca de pega-pega todas as noites com o espírito de seu irmão -- que apenas ele consegue enxergar.

Getty Images
Zac Efron tentou abandonar o lado brincalhão durante as filmagens do longa-metragem
Cinco anos mais tarde, quando uma garota entra em sua vida, Charlie tem que optar entre permanecer fiel a seu irmão morto ou seguir adiante com sua vida e ir atrás da garota que ama.

Para Efron -- que ficou famoso como o astro da trilogia High School Musical e depois atuou nas comédias Hairspray - Em Busca da Fama e 17 Outra Vez --, trabalhar em Charlie foi uma oportunidade de desafiar seus fãs jovens a enxergá-lo sob nova ótica e atrair espectadores novos "que não faziam parte necessariamente de minha base de fãs", disse Efron à Reuters.

Sobretudo, porém, foi uma oportunidade para o ator desafiar a si mesmo.

"Em Charlie St. Cloud , eu não pude contar com as coisas que fazia antes", contou Zefron. "Geralmente, entre uma tomada e outra, eu sou o cara que faz palhaçadas. Sou o cara que joga pingue-pongue enquanto a equipe está montando a iluminação. Mas tive que deixar tudo isso para trás e me concentrar."

Isso implicou em encarnar um personagem que passa boa parte do tempo oprimido pela tristeza, cheio de conflitos e emocionalmente marcado.

"Houve fases realmente difíceis pelas quais tivemos que passar, semanas de cenas dramáticas todos os dias", disse Efron. "Mas eu precisava provar alguma coisa a mim mesmo. 'Será que consigo fazer isto? Consigo não ser um cara que brinca o tempo todo?'."

    Leia tudo sobre: Zac Efron

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG