Animação ressuscita Jacques Tati

Diretor de "Bicicletas de Belleville" resgata obra do mestre francês em "O Mágico"

iG São Paulo |

O diretor, ator e humorista francês Jacques Tati ("Meu Tio", "Playtime") morreu há 28 anos, mas deixou na gaveta uma história triste sobre a decadência do teatro de variedades e a relação entre pais e filhos. O roteiro se transformou em "O Mágico", animação de Sylvain Chomet, mesmo cineasta do belíssimo "As Bicicletas de Belleville", e o resultado não fica atrás.

Com teor autobiográfico, o mágico que dá título ao filme se chama Tatischeff, sobrenome verdadeiro de Tati. A história se passa em Paris, Londres e Edimburgo, por onde o personagem principal perambula levando sua cartola e coelho de estimação.

Quase sem diálogos e com uma animação feita às antigas, em que se nota o traço do artista, não do computador, "O Mágico" chamou atenção no circuito de festivais (Berlim, Toronto), foi lembrado pela National Board of Review, a associação da crítica norte-americana, e disputa, entre outras premiações, o Globo de Ouro no próximo domingo.

O iG assistiu ao filme na Mostra Internacional de São Paulo. Leia a crítica aqui .

Assista ao trailer de "O Mágico" (sem legendas):

    Leia tudo sobre: o mágicojacques tatiSylvain Chomet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG