A dois dias do final de Veneza, imprensa italiana prefere filme de Todd Solondz

VENEZA ¿ O quadro de cotações da versão diária da ¿Variety¿ dedicada ao Festival de Veneza, publicado pela primeira vez nesta quinta-feira (20), mostra que, para os jornalistas italianos, ¿Life During Wartime¿, do americano Todd Solondz, é o melhor filme desta edição, com 8,23 de média.

Mariane Morisawa, enviada especial a Veneza |

Getty Images

Todd Solondz: o melhor na preferência
dos críticos italianos até agora

Capitalism: A Love Story, dirigido pelo também americano Michael Moore, está em segundo, com 7,86. Em terceiro, aparece o israelense Lebanon, de Samuel Maoz, com 7,79. Em quarto, The Bad Lieutenant ¿ Port of Call: New Orleans, de Werner Herzog, com 7,50; em quinto, Lourdes, de Jessica Hausner, com 7,28.

Na sequência, vêm My Son, My Son, What Have Ye Done, de Werner Herzog, Accident, de Soi Cheang, The Road, de John Hillcoat, Il Grande Sogno, de Michele Placido, 36 Vues Du Pic Saint Loup, de Jacques Rivette, Women without Men, de Shirin Neshat, White Material, de Claire Denis, Tetsuo: The Bullet Man, de Shinya Tsukamoto, e Persécution, de Patrice Chéreau.

Segundo o mesmo quadro, os cinco piores longas da competição até aqui são Lo Spazio Bianco, de Francesca Comencini, Between Two Worlds, de Vimukthi Jayasundara, Baarìa, de Giuseppe Tornatore, Survival of the Dead, de George A. Romero, e por último Prince of Tears, de Yonfan. Os filmes La Doppia Ora e El Mosafer, apresentados na noite de quarta-feira, ainda não entraram no quadro.

Votam jornalistas do Corriere della Sera, La Repubblica, La Stampa, Il Messaggero, Il Giornale, LUnità, Il Gazzettino, La Nuove Venezia, Il Manifesto, Il Foglio, Il Mattino e Il Riformista.

Leia as últimas notícias do Festival de Veneza

    Leia tudo sobre: festival de veneza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG