Selton Mello sobre filme "Trash": "É um renascimento meu como ator"

Por Luísa Pécora , enviada especial ao Rio de Janeiro | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Longa dirigido por Stephen Daldry foi rodado no Rio e conta história de três adolescentes que vivem em um lixão se envolvem em um escândalo político ao encontrar uma carteira

Um dos principais nomes do cinema nacional, Selton Mello disse que trabalhar com o diretor britânico Stephen Daldry em "Trash - A Esperança Vem do Lixo", que estreia nesta quinta-feira (9), foi fundamental para renovar a vontade de ser ator.

AgNews
Wagner Moura e Selton Mello em entrevista para divulgar o filme 'Trash'

Focado na direção de longas como "O Palhaço" e da série "Sessão de Terapia", do canal GNT, ele aceitou o convite para interpretar um investigador no filme de Daldry, uma coprodução ente Brasil e Reino Unido filmada no Rio de Janeiro.

"'Trash' me deu de novo um tesão enorme pela função de ator. Há um bom tempo não sentia esse brilho nos olhos. É um renascimento meu como ator", disse Mello, durante entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (7) no Rio de Janeiro. "Stephen vem do teatro e tem um jeito peculiar de trabalhar, um carinho pelos atores. Ele me levou para caminhos estimulantes e inusitados."

Distribuido pela Universal e produzido numa parceria entre a empresa britânica Working Title e a brasileira O2, "Trash" adapta o livro do inglês Andy Mulligan, cuja narrativa é ambientada em um país fictício. No filme, três adolescentes que vivem e trabalham em um lixão se envolvem em um perigoso escândalo político ao encontrar uma valiosa carteira.

Imagem do filme 'Trash'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Trash'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Trash'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Trash'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Trash'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Trash'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Trash'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Trash'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Trash'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Trash'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Trash'. Foto: Divulgação

Quando Daldry (de "As Horas" e "Billy Elliot") e o roteirista Richard Curtis (de "Simplesmente Amor" e "Questão de Tempo") se propuseram a adaptar o livro para o cinema, Mulligan sugeriu três países como possível locação: Índia, Filipinas e Brasil.

"Sabíamos que o Brasil tinha uma indústria cinematográfica fantástica e queríamos fazer um filme fantástico", disse Curtis, justificando a escolha pelo País. "Quando viemos para cá, nos apaixonamos pela atmosfera, pela coragem e o humor das pessoas."

A escolha pelo Brasil também se deveu ao cineasta Fernando Meirelles, um dos sócios da 02, e sua experiência de trabalho com atores não profissionais. Como "Cidade de Deus", "Trash" selecionou jovens protagonistas em comunidades cariocas: Rickson Tevez, Eduardo Luis e Gabriel Weinstein.

Selecionados entre 200 candidatos, os garotos foram elogiados por Daldry, que considerava a autenticidade da atuação importante para alcançar um dos objetivos da produção: que o filme tivesse cara de brasileiro.

O diretor disse ter contado também com a colaboração com Selton Mello e Wagner Moura, outro integrante do elenco. "Eles são atores fantásticos, mas foram também colaboradores brilhantes, me ajudando e me ensinando a contar a história pensando em personagens que estão nessa sociedade."

Como Mello, Wagner foi só elogios para Daldry. "A gente encontra muitos diretores na vida, mas encontros poderosos como esse acontecem só de tempos em tempos", afirmou. "Ele é um artista, e é muito bacana que um diretor como ele esteja olhando para o Brasil."

Daldry definiu a experiência de filmar no País como "fantástica": "A equipe foi incrível e o talento, impressionante".

"Trash" também tem no elenco os norte-americanos Martin Sheen e Rooney Mara, que não participaram da entrevista coletiva. O longa será exibido na sessão de encerramento do Festival do Rio, nesta terça-feira (7).

* A repórter viajou a convite da Universal Pictures

Leia tudo sobre: trashselton mellowagner mouracinema

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas