Festival paulistano exibirá mais de 330 títulos entre os dias 16 e 29 de outubro; veja preços de ingressos e pacotes

Mais de 330 filmes serão exibidos na edição deste ano da Mostra Internacional de São Paulo , que será realizada de 16 e 29 de outubro. Entre os destaques da programação estão longas premiados em festivais, uma retrospectiva do cineasta Pedro Almodóvar , a visita do diretor chinês Jia Zhangke e exibição ao ar livre de filmes de Charles Chaplin.

A programação da 38ª Mostra foi anunciada neste sábado (4) pela diretora do festival, Renata de Almeida. Para ela, a diversidade continua sendo a principal característica do evento. "A Mostra é um panorama do que aconteceu no cinema este ano. A gente procura dar voz a diferentes lugares do mundo e a diferentes tipos de cinema", afirmou.

"Quando começamos, durante a ditadura, vivíamos em um deserto, e qualquer gota que caía fazia um estardalhaço. Hoje vivemos em um oceano e é bom ter um amigo que diz: 'vá ver isso, acho que você vai gostar'. A Mostra é um pouco como esse amigo", comparou.

A Espanha está no centro da programação deste ano, a começar pela retrospectiva da obra de Almodóvar, que cedeu um autoretrato para ilustrar o pôster e a vinheta do festival (por causa de uma cirurgia nas costas, ele não virá ao Brasil para o evento). Entre os filmes que serão exibidos estão "Maus Hábitos", "Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos", "Carne Trêmula", "Fale Com Ela" e "A Pele que Habito".

O Foco Espanha também inclui a exibição dos três longas do diretor Víctor Erice, pouco conhecido no Brasil; "Viver é Fácil com os Olhos Fechados" , candidato do País a uma indicação ao Oscar de filme estrangeiro; cópias restauradas de clássicos como "O Toque da Meia Noite" e "Um Cão Andaluz"; e uma exposição de fotos tiradas pelo cineasta Luis Buñuel no México, em busca de locações para longas que rodou entre 1947 e 1965.

Cartaz da Mostra foi baseado em autoretrato de Pedro Almodóvar
Divulgação
Cartaz da Mostra foi baseado em autoretrato de Pedro Almodóvar

Marin Karmitz, Carlitos e Jia Zhangke

A Mostra também dedicará amplo espaço ao produtor, diretor, distribuidor e exibidor Marin Karmitz, fundador da MK2, uma das mais importantes empresas de cinema autoral do mundo, e dona da maior rede de salas de arte da França.

Karmitz receberá o Prêmio Humanidade e a MK2 será tema de retrospectiva, com exibição da Trilogia das Cores de Krzysztof Kieslowski, e filmes de diretores como Abbas Kiarostami, François Truffaut, Ruy Guerra e Alain Resnais. Grande parte dos longas será exibida no Vão Livre do Masp, na Avenida Paulista.

Outra projeção ao ar livre será em homenagem aos 100 anos de Carlitos, o personagem mais famoso de Charles Chaplin. O curta "Corrida de Automóveis Para Meninos" e o longa "O Circo" serão exibidos no dia 1º na área externa do Auditório do Ibirapuera, com acompanhamento da Orquestra Experimental de Repertório da Fundação Teatro Municipal.

A filha do ator, Geraldine Chaplin, virá à Mostra para a exibição do filme de encerramento, o dominicano "Dólares de Areia", do qual é protagonista. O longa de abertura será o argentino "Relatos Selvagens", estrelado por Ricardo Darín. Ele não estará presente, mas o diretor Damián Szifrón virá ao País.

Um dos principais convidados da Mostra deste ano é Jia Zhangke, importante nome do cinema chinês, que receberá o prêmio Leon Cakoff. O festival terá a estreia mundial do documentário "Jia Zhangke, Um Homem de Fenyang", dirigido por Walter Salles, e o lançamento do livro "O Mundo de Jia Zhangke", de Jean-Michel Frodon, organizado em parceria com Salles.

"Ninfomaníaca" e filmes premiados

Também entre os destaques da programação está a versão sem cortes de "Ninfomaníaca" , polêmico filme do dinamarquês Lars von Trier que estreou no Brasil e no mundo no início do ano, mas em uma edição censurada , dividida em duas partes e sem sexo explícito. 

Imagem do filme 'Ninfomaníaca', de Lars von Trier
Divulgação
Imagem do filme 'Ninfomaníaca', de Lars von Trier

Filmes premiados em festivais internacionais não faltam, incluindo "Winter Sleep" , de Nuri Bilge Ceylan, que levou a Palma de Ouro em Cannes; e "Um Pombo Pousou Num Galho Refletindo Sobre a Existência" , de Roy Anderson, ganhador do Leão de Ouro em Veneza.

Dois possíveis candidatos ao Oscar também serão exibidos: "Wild", de Jean-Marc Vallée, que pode render uma indicação à atriz Reese Witherspoon; e "Foxcatcher - Uma História que Chocou o Mundo", de Bennett Miller, estrelado por Steve Carell.

Mais de 50 longas brasileiros estão na programação, todos em sua primeira exibição nacional ou na cidade de São Paulo. "A História da Eternidade" , de Camilo Cavalcante; "Branco Sai. Preto Fica" , de Adirley Queirós; e "Boa Sorte" , de Carolina Jabor, são alguns dos destaques.

A Central da Mostra começa a funcionar no Conjunto Nacional (Avenida Paulista, 2.073) em 6 de outubro e a venda de pacotes e permanentes será aberta no dia 11. Veja abaixo informações sobre preços:

Veja informações sobre ingressos:

Pacotes e permanentes

Permanente Integral – R$ 430
Permanente Integral Folha (assinantes do jornal) – R$ 365,50
Permanente Especial (para sessões de 2ª a 6ª feira até às 17:55h) – R$ 100
Permanente Especial Folha – R$ 80
Pacote de 40 ingressos – R$ 315
Pacote de 20 ingressos – R$ 185

Ingressos individuais

Segundas, terças, quartas e quintas: R$ 16 (inteira) / R$ 8 (meia)
Sextas, Sábados e Domingos: R$ 20 (inteira) / R$ 10 (meia)

* Para adquirir ingressos no dia da sessão, somente nas salas de cinema
* A Central da Mostra não vende ingressos avulsos, apenas os pacotes
* Pela internet , ingresso pode ser adquirido com antecedência de 4 dias a 1 dia da sessão


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.