Morre Chico Cavalcanti, cineasta do movimento Boca do Lixo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Diretor paulista tinha 72 anos e estava internado para tratamento de um câncer no intestino

O cineasta Chico Cavalcanti, importante nome do movimento conhecido como Boca do Lixo, morreu na madrugada desta quarta-feira (1º), aos 72 anos. Ele estava internado no Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo e fazia tratamento contra um câncer no intestino.

Reprodução/Facebook
O cineasta Chico Cavalcanti, em foto sem data

Francisco de Almeida Cavalcanti nasceu em Poá, no Estado de São Paulo, e fez uma carreira marcada por filmes independentes e de baixo orçamento. Trabalhou em diferentes gêneros, incluindo o pornochanchadas, filmes policiais, eróticos, e de sexo explícito.

Siga o iG Cultura no Twitter

Ao lado de diretores como Carlos Reichenbach, Luiz Castelini e Walter Hugo Khouri, integrou o movimento cinematográfico conhecido como Boca do Lixo, que floresceu nos anos 1970 e ficou caracterizado por filmes baratos e de apelo sexual.

Entre as produções que dirigiu estão "As Mulheres do Sexo Violento" (1976), "Aberrações de Uma Prostituta" (1981) e "Instrumento da Máfia" (1988). Atualmente, trabalhava com o filho, Fabrício Cavalcanti, no documentário "Meu Pai a 24 Quadros", sobre o Boca do Lixo.

Leia tudo sobre: chico cavalcanticinemaboca do lixo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas