Robin Williams escondeu a depressão por meio da comédia, dizem amigos

Por Reuters | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

"Às vezes eu o encontrava a sós e ele ficava tão desconfortável, ele não tinha habilidades sociais", conta o fundador de uma entidade beneficente que recebeu ajuda do ator morto aos 63

Reuters

De um alienígena excêntrico a um gênio azul de um desenho animado, de uma amável babá britânica a um terapeuta companheiro, o ator Robin Willians utilizou sua versatilidade com a comédia para fazer as pessoas sorrir.

Mas por trás da exuberância juvenil e energia hiperativa estava um homem sensível que vivia para se apresentar à multidão, disseram amigos e colegas do ator, após a morte dele na segunda-feira (11), aos 63 anos, em um aparente suicídio.

Zelda, filha do ator, e Robin Williams em foto de 2011. Foto: Kevin Winter/Getty ImagesRobin Williams ganhou o oscar de ator coadjuvante, em 1998, pelo filme 'Gênio Indomável', no qual interpreta um analista. Foto: DivulgaçãoNo longa 'Tempo de Despertar' (1990), o ator faz um médico que trabalha para buscar a cura de uma grave doença cerebral. Foto: DivulgaçãoO ator viveu um irreverente e polêmico DJ no longa 'Bom Dia Vitenã' (1987). Foto: DivulgaçãoEm 'Sociedade dos Poetas Mortos' (1989), Williams interpretou um cativante professor. Foto: DivulgaçãoEm 'O Pescador de Ilusões' (1991), Williams interpreta um mendigo que vai para as ruas após uma tragédia familiar. Foto: DivulgaçãoVestido de senhora, Williams fez sucesso com o público infantil no longa 'Uma Babá Quase Perfeita' (1991). Foto: DivulgaçãoEm 'Insônia' (2002), o ator trabalha ao lado de Al Pacino em uma trama sobre crimes em um lugar onde o sol nunca se põe. Foto: DivulgaçãoRobin Williams e Mila Kunis em 'O Que Fazer?'. Foto: DivulgaçãoHomenagem ao ator Robin Williams. Foto: Getty ImagesEm 2011, Robin Williams, um dos comediantes mais famosos de Hollywood, voltou aos cinemas com "Happy Feet: O Pinguim 2". Foto: DAN STEINBERG/ASSOCIATED PRESSRobin Williams em filmagem. Foto: Reprodução/InstagramRobin Williams. Foto: Getty ImagesRobin Williams. Foto: Getty ImagesRobin Williams. Foto: Getty ImagesRobin Williams durante passeio no centro de reabilitação. Foto: ReproduçãoElenco original de 'Uma Babá Quase Perfeita', com Sally Fields e Robin Williams. Foto: DivulgaçãoRobin Williams. Foto: ReproduçãoRobin Williams. Foto: Getty ImagesRobin Williams na estreia de uma de suas peças na Broadway. Foto: Getty ImagesRobin Williams ganhou apenas um Oscar, por "Gênio Indomável", em 1997. Foto: Getty Images

Embora a morte do ator ganhador do Oscar tenha sido uma grande surpresa para o público, seu amigo de longa data e companheiro comediante Bob Zmuda disse não estar “totalmente perplexo” pela notícia.

Zmuda, fundador da entidade beneficente Comic Relief, para a qual o ator ajudou a levantar mais de US$ 70 milhões, disse que Williams tinha dificuldade de se conectar com as pessoas fora do palco e que mesmo aqueles que o conheciam bem não estavam cientes de quão severa era sua depressão.

Mais sobre Robin Williams:
Robin Williams se enforcou com um cinto, afirma polícia
Filha publica mensagem: "Eu te amo. Eu sinto a sua falta"
Da Calçada da Fama à casa do astro: as homenagens a Robin Williams
Robin Williams morre aos 63 anos
Robin Williams deixa 6 filmes inéditos no Brasil
Relembre os 7 personagens mais marcantes do ator

“Às vezes eu o encontrava a sós e ele ficava tão desconfortável, ele não tinha habilidades sociais, e esse é provavelmente um dos motivos pelo qual ele precisava estar no palco”, disse Zmuda. “Esse era o sangue de sua vida, era seu imperativo físico e, sem isso, ele estava bem perdido”.

Amigos lamentam a morte do ator

Budd Friedman, fundador dos clubes de comédia Improv, viu Williams pela última vez há um ano, quando o ator apareceu em um clube para fazer uma breve apresentação. Friedman disse que, nos 35 anos que conheceu Williams, ele nunca percebeu qualquer vislumbre de seu sofrimento. “Eu não sei quantas pessoas sabiam dessa escuridão dentro dele”, disse Friedman.

Horas após a morte de Williams, sua representante Mara Buxbaum revelou, com uma franqueza incomum para os padrões de Hollywood, que o ator e comediante sofrera de depressão severa nos últimos meses.

Comédia e depressão estão frequentemente associadas, desde Jim Carrey a Louis C.K., e de Sarah Silverman até o ídolo de Williams, Jonathan Winters, que morreu no ano passado.

“Há muitos comediantes que vêm de um passado de tragédia. Comediantes têm muitos demônios”, disse Jamie Masada, fundador do clube de comédia The Laugh Factory, onde Williams frequentemente se apresentava.

Leia tudo sobre: robin williamscinema

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas