Vídeo: veja cenas de todos os filmes da saga "Planeta dos Macacos"

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Oitavo longa da série, "Planeta dos Macacos: O Confronto" chega aos cinemas; primeira produção foi lançada nos anos 60

Nesta quinta-feira (24), "Planeta dos Macacos: O Confronto" chega aos cinemas brasileiros. O filme é o oitavo da série que retrata batalhas entre humanos e símios.

Abaixo, veja vídeo com cenas de todos os longas da série. Logo depois, um texto resume o roteiro dos oito filmes.

O primeiro longa-metragem da série "O Planeta dos Macacos" chegou aos cinemas em 1968 e era baseado no romance francês homônimo, escrito por Pierre Boulle e publicado em 1963. O roteiro traz a história do astronauta George Taylor (Charlton Heston), que após viajar à velocidade da luz em uma nave espacial, cai no mar de um planeta desconhecido. Ali, encontra macacos que falam e escravizam os humanos - estes agem como criaturas selvagens.

Taylor é capturado pelos símios, mas encontra apoio no casal de chimpanzés Zira (Kim Hunter) e Cornelius (Roddy McDowall), que diferentemente de seus semelhantes acredita que macacos e humanos possuem parentesco. Com a ajuda da dupla, o astronauta confronta os demais macacos e consegue fugir para a misteriosa Zona Proibida.

Divulgação
O casal de chipanzés Cornelius e Zira com o ator Charlton Heston no primeiro "O Planeta dos Macacos"

O sucesso do primeiro filme inspirou a produção de sua sequência, "De Volta ao Planeta dos Macacos", de 1970. Nela, uma segunda nave da Terra cai no misterioso planeta. Seu único sobrevivente, o astronauta Brent (James Franciscus), passa a procurar pelo personagem de Charlton Heston ao encontrar vestígios de sua passagem pelo local.

Ele encontra Zira e Cornelius e descobre o possível paradeiro de Taylor. Ao buscá-lo na Zona Proibida, Brent descobre uma caverna com ruínas da cidade de Nova York e uma sociedade de humanos mutantes que reverenciam uma bomba.

Divulgação
Cena de "Fuga do Planeta dos Macacos", de 1971

Após testemunhar o conflito entre macacos e mutantes, o astronauta falha ao tentar impedir que a bomba nuclear seja detonada, extinguindo a vida do planeta. Isso leva a franquia à sua terceira parte, "Fuga do Planeta dos Macacos", de 1971.

Nesta terceira parte, o casal de chimpanzés Zira e Cornelius, junto com o amigo Milo, acaba voltando no tempo ao consertar a nave dos humanos que, impulsionada pela energia da bomba detonada no final do filme anterior, os conduz à Terra. Os macacos tornam-se celebridades, mas tudo muda quando o governo descobre que no futuro o planeta será dominado pelos símios.

Determinados a exterminar os chimpanzés, os militares promovem uma caçada que culmina com a morte de Cornelius e Zira (Milo havia morrido antes). Porém, o filhote do casal, Cesar, que havia nascido há poucos dias, sobrevive graças a uma troca feita pelo empresário circense Armando (Ricardo Montalbán), que substitui o bebê por outro chimpanzé.

A adolescência de Cesar (Roddy McDowall) é o mote de "A Conquista do Planeta dos Macacos", de 1972. No longa, uma doença matou todos os cães e gatos da Terra. Assim, os humanos adotam os macacos como animais de estimação, ensinando a eles inclusive como executar tarefas domésticas.

Cena de 'Planeta dos Macacos: O Confronto'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Planeta dos Macacos: O Confronto'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Planeta dos Macacos: O Confronto'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Planeta dos Macacos: O Confronto'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Planeta dos Macacos: O Confronto'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Planeta dos Macacos: O Confronto'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Planeta dos Macacos: O Confronto'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Planeta dos Macacos: O Confronto'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Planeta dos Macacos: O Confronto'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Planeta dos Macacos: O Confronto'. Foto: Divulgação

Apesar de viver escondido, Cesar se irrita ao testemunhar um macaco sendo agredido por policiais e grita com eles. Na tentativa de salvá-lo, Armando, o empresário circense do filme anterior, assume a culpa e é preso. Isso faz com que o jovem chimpanzé seja vendido para outro dono - no caso o governador Breck (Don Murray). Lá, na companhia de outros macacos, Cesar ensina-os a lutar e a utilizar armas, dando início à rebelião que culmina na criação do planeta dos macacos.

A última parte da franquia original, "Batalha pelo Planeta dos Macacos", de 1973, acontece dez anos após a insurgência dos símios liderada por Cesar. Agora, a Terra é dividida por dois ideais: o do próprio Cesar, que prega a convivência pacífica entre os macacos e os humanos sobreviventes, e o do gorila Aldo (Claude Akins), que pretende exterminá-los.

Após muitas batalhas Cesar triunfa e consegue, após reconhecer que os macacos podem ser tão cruéis quantos os humanos, dar o primeiro passo para uma sociedade em que ambos conseguem coexistir.

Divulgação
Estella Warren, Mark Wahlberg e Helena Bonham Carter em "O Planeta dos Macacos" de 2001

Quase 30 anos mais tarde, em 2001, a série foi reiniciada pelo cineasta Tim Burton como "O Planeta dos Macacos". Nesta versão, é o astronauta Leo Davidson (Mark Wahlberg) que, ao tentar localizar uma nave tripulada por um chimpanzé domesticado, acaba no planeta dominado pelos símios. Como no filme original, no local os humanos são escravizados.

Com a ajuda da chimpanzé Ari (Helena Bonham Carter), Leo consegue escapar de seus captores e lidera uma rebelião contra a tirania dos macacos, que têm na figura do general Thade (Tim Roth) seu maior inimigo.

No ápice do filme, a nave perdida com o chimpanzé de Leo pousa no planeta, fazendo com que os símios o considerem seu criador. Aproveitando a confusão, o humano escapa do planeta, mas, ao retornar à Terra, encontra Washington, capital dos Estados Unidos, dominada por macacos.

Com "Planeta dos Macacos – A Origem”, a saga ganhou novo fôlego. O filme de 2011 mostra o cientista Will (James Franco), que coordena pesquisas com vírus para aperfeiçoar a neurogênese, em busca da cura do mal de Alzheimer, doença que seu pai (John Lithgow) sofre.

Os testes com macacos pareciam ter sucesso até que um contratempo acaba na morte de Olhos Brilhantes (mesmo nome que Heston recebia no primeiro filme), uma chimpanzé que deixa um bebê para trás. Will leva clandestinamente o macaquinho para casa, e logo o animal, batizado de Cesar, revela inteligência fora do comum. Ele desenvolve consciência da maldade humana, incorpora uma postura de liderança e parte para uma revolução dos bichos.

Já "Planeta dos Macacos: O Confronto" retrata um crescente número de símios que, após evolução genética, confronta os sobreviventes do vírus que devastou os humanos anos antes.

Leia tudo sobre: planeta dos macacoscinema

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas