Com vilão idêntico a Kermit, "Muppets 2" não repete sucesso do filme anterior

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Na sequência do longa de 2011, criminoso toma o lugar do carismático sapo durante turnê pela Europa

Reuters

"Todo mundo sabe que as continuações nunca são tão boas", canta um coro animado de marionetes no musical de abertura de "Muppets 2 – Procurados e Amados". E, ao longo do pouco mais de 90 minutos, vão provar que essa máxima é verdadeira. Ainda assim, o risco não os impede de fazer uma sequência, que, desta vez, envolve um sapo ladrão russo, idêntico ao sapo Kermit – num passado não tão remoto, conhecido como Caco.

Imagem do filme 'Muppets 2: Procurados e Amados'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Muppets 2: Procurados e Amados'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Muppets 2: Procurados e Amados'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Muppets 2: Procurados e Amados'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Muppets 2: Procurados e Amados'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Muppets 2: Procurados e Amados'. Foto: Divulgação

Depois do sucesso do primeiro filme, os Muppets (criados nos anos de 1970 por Jim Henson) tornaram-se famosos novamente, e agora estão numa excursão pela Europa, para onde viajam de trem. Com a ajuda de seu novo empresário, Dominic (Ricky Gervais), percorrem todo o continente, sempre encontrando os shows lotados.

Siga o iG Cultura no Twitter

O que o grupo não sabe, no entanto, é que o sujeito está armando um plano para colocar Constantine – o criminoso número 1 do mundo – um sapo idêntico a Kermit, exceto por uma pinta na bochecha, no lugar dele. Ele consegue fugir de uma prisão, e com ajuda do comparsa e de um pouco de maquiagem, toma o lugar do herói, que acaba preso e é mandado para o Gulag.

Veja o trailer de "Muppets 2: Procurados e Amados": 

O verdadeiro Kermit na prisão, no meio da neve, na verdade, é bem mais interessante que os demais Muppets viajando pela Europa, onde Constantine e Dominic cometem um roubo a cada parada.

Enquanto isso, o verdadeiro sapo está encarcerado, e com os outros colegas (que inclui o comediante Jemaine Clement, e os atores Ray Liotta e Danny Trejo) monta um espetáculo à la Broadway, e também conquista o coração da diretora do presídio, vivida pela comediante Tina Fey, mais conhecida por seu trabalho no Saturday Night Live.

James Bobin, que também dirigiu o filme anterior, de 2011, e repete a parceria com o roteirista Nichollas Stroller, parece estar no piloto automático, dando pouca ênfase à narrativa e se empenhando pouco nos momentos genuinamente engraçados – contando apenas com a graça natural das marionetes e de Tina Fey.

Ainda assim, há excelentes momentos, especialmente alguns envolvendo participações especiais de celebridades como Lady Gaga e Céline Dion, e atores como Salma Hayek, Tom Hiddleston e Chloe Grace Moretz. Poucos, no entanto, que tentem chegar perto da genialidade do filme anterior.

Leia tudo sobre: muppets 2james bobincinemaos muppets

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas