Próximo trabalho da atriz será interpretar a cantora lírica Maria Callas para um filme do canal pago HBO

Neste domingo (22), a versátil atriz Meryl Streep completa 65 anos. Nascida em New Jersey, nos Estados Unidos, construiu uma sólida carreira de viver personagens históricos, como a ministra britânica Margaret Thatcher ("A dama de ferro", 2011), papel pelo qual ganhou o Oscar. O próximo desafio será reviver a diva do canto lírico Maria Callas.

Siga o iG Cultura no Twitter

A direção do filme para o canal pago HBO será de Mike Nichols, que já trabalhou com Streep outras vezes, e a base da trama ficará no período em que Callas era professora da conceituada escola Juilliard, em Nova York.

Antes de iniciar as gravações como Callas, a atriz estará no mesmo set que sua filha Mamie Gummer para rodar o longa de comédia "Ricki and the Flash", dirigido por Jonathan Demme. Nele, Streep atua como uma cantora de rock que reencontra a família após se desiludir com a busca pela fama.

Streep também está escalada para atuar na ficção científica "O doador de memórias", a adaptação do musical "Into the woods" e reencontrar seu parceiro de cena Robert De Niro em "The Good House", no qual interpretará uma alcoólatra. Streep e De Niro atuaram juntos pela primeira vez em 1978, no filme "O Franco Atirador".

A atriz é figura recorrente de indicações ao Oscar, tendo concorrido 18 vezes no total, por trabalhos como a interpretação de uma ativista em "Silkwood: O retrato de uma coragem" (1983), a jornalista Susan Orlean em "Adaptação" (2002) e a feminista Emmeline Pankhurst em "Suffragette".

Além do Oscar, a atriz já recebeu 28 indicações ao Globo de Ouro, vencendo oito vezes, em números que impressionam. Sua notável facilidade para falar com sotaques diferentes é uma de suas características mais marcantes de seu trabalho.

Streep também já foi contemplada com dois Emmys, dois Screen Actors Guild Awards, melhor atriz em Cannes e Berlim e dois BAFTA, entre outros.

Em 2004, recebeu o prêmio honorário do American Film Institute e, em 2011, do Kennedy Center Honor, ambos por sua contribuição para a cultura. Em 2010, recebeu do presidente Barack Obama a Medalha Nacional das Artes.

A atriz se formou em teatro dramático no Vassar College, em 1971, e chegou a fazer um mestrado em Artes Dramáticas na Universidade de Yale, onde interpretou montagens como "Sonhos de Uma Noite de Verão", de William Shakespeare.

A estreia profissional aconteceu na peça "Trelawny of the Wells" (1975). Já na televisão, apareceu pela primeira vez no telefilme "The Deadliest Season" (1977) e nos cinemas foi com o filme "Julia" (1977).

Streep ganhou o Oscar de melhor atriz coadjuvante por "Kramer vs. Kramer" (1979), e de melhor atriz em "A escolha de Sofia" (1982) e "A dama de ferro" (2011). 

Além de atuar, Meryl Streep gosta de cantar, tendo participado de musicais como "Mamma Mia", em 2007, baseado no grupo sueco ABBA. A atriz também aparece cantando em outros filmes, como "A Morte Lhe Cai Bem" (1992), "As Filhas de Marvin" (1996) e "A Última Noite" (2006).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.