Leandra Leal ao iG: "A internet está abrindo portas para o cinema nacional"

Por Luísa Pécora , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ao lado de Milhem Cortaz, atriz fala sobre "O Lobo Atrás da Porta", drama que estreia nesta quinta-feira (5); veja o vídeo

Dois dos principais rostos do cinema nacional, Leandra Leal e Milhem Cortaz dividem a cena em "O Lobo Atrás da Porta", drama de Fernando Coimbra que estreia nesta quinta-feira (5). Ela lançou seis filmes desde o início do ano passado, ele está no quarto, e ambos falam com animação sobre as perspectivas da indústria audiovisual brasileira.

"Acho que estamos vivendo um bom momento, de maturidade, de pluralidade, diversidade", diz Leal, em entrevista ao iG. Para a atriz, a lei que obriga a exibição de programas e filmes nacionais nos canais a cabo e os novos conteúdos produzidos para a televisão e a internet são bem-vindos. "A internet, que era super condenada e ia falir o cinema, está entrando como ferramenta que abre portas."

Veja a entrevista com Milhem Cortaz e Leandra Leal:

"A gente pegou a retomada no engatinhar", completa Cortaz. "Tem uma geração vindo arrebatar, inclusive por causa do digital, que facilita muito as pessoas criarem e filmarem."

Siga o iG Cultura no Twitter

Em "O Lobo Atrás da Porta", Cortaz e Leal interpretam Bernardo e Rosa, um casal que se conhece em uma linha de trem no Rio de Janeiro e começa uma relação amorosa apesar de ele ser casado. Quando a filha de Bernardo é sequestrada, os dois vão à delegacia contar sua versão da história, resultando em um filme no qual o espectador tem diferentes visões sobre o mesmo personagem.

Imagem do filme 'O Lobo Atrás da Porta' . Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Lobo Atrás da Porta'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Lobo Atrás da Porta'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Lobo Atrás da Porta'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Lobo Atrás da Porta'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Lobo Atrás da Porta'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Lobo Atrás da Porta'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Lobo Atrás da Porta'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Lobo Atrás da Porta'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Lobo Atrás da Porta'. Foto: Divulgação

"Numa história dessa, é muito fácil ter uma visão sensacionalista, já condenar, vilanizar, julgar", diz Leal. "O filme não faz isso, não vai pelo caminho mais fácil. Ele escolhe realmente a humanidade, dar luz, corpo e voz à humanidade presente em qualquer pessoa, tanto no cidadão comum quanto num assassino."

Para Cortaz, "O Lobo Atrás da Porta" representou a chance de interpretar um pai de família e protagonizar cenas românticas, fugindo ao estereótipo de homem durão que o acompanha desde que viveu o Capitão Fábio, aquele que "pede pra sair" em "Tropa de Elite".

Apoiado em uma máxima da mãe - "quem corre, cansa; quem anda, alcança" -, ele acredita que o papel veio no momento certo. "Talvez há três anos eu adorasse falar sobre isso, mas não estivesse tão maduro."

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas