De "Bye Bye Brasil" a "Colegas", mostra exibe road movies brasileiros em SP

Por Luísa Pécora , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Com entrada gratuita, Cultura Inglesa Festival também mostra "filmes de estrada" britânicos até 15 de maio

O gênero do road movie, ou "filme de estrada", é tema da mostra cinematográfica da 18ª edição do Cultura Inglesa Festival, que acontece em São Paulo de 9 a 15 de maio. Cinco longas brasileiros e cinco britânicos serão exibidos no evento, que tem entrada gratuita.

Os títulos estrangeiros incluem as comédia "Genevieve" (1953) e "Day of the Flowers" (2013), enquanto a lista brasileira tem "Bye Bye Brasil" (1979), "Diários de Motocicleta" (2004), "Cinema, Aspirinas e Urubus" (2005), "O Céu de Suely" (2006) e "Colegas" (2012).

'Colegas' (2013), de Marcelo Galvão. Foto: Divulgação'Na Estrada' (2012), de Walter Salles. Foto: Divulgação'O Palhaço' (2011), de Selton Mello. Foto: Divulgação'Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo' (2009), de Karim Aïnouz e Marcelo Gomes. Foto: Divulgação'Árido Movie' (2006), de Lírio Ferreira. Foto: Divulgação'O Céu de Suely' (2006), de Karim Aïnouz. Foto: Divulgação'Cinema, Aspirinas e Urubus' (2005), de Marcelo Gomes. Foto: Divulgação'Diários de Motocicleta' (2004), de Walter Salles. Foto: Divulgação'Central do Brasil' (1998), de Walter Salles. Foto: Divulgação'Bye Bye, Brasil' (1979), de Cacá Diegues. Foto: Divulgação'Iracema - Uma Transa Amazônica' (1976), de Jorge Bodansky e Orlando Senna. Foto: Divulgação

A programação já indica que o road movie, caracterizado por uma história que se desenvolve durante uma viagem, tem força no cinema nacional pós-retomada - como também teve durante a década de 1960 e 1970.

Nesta época, os filmes eram marcados por questionamentos políticos e quanto ao desenvolvimento do país, de acordo com Sara Brandellero, professora da Universidade de Leiden, na Holanda, e organizadora do livro "Journeys of Self-Discovery", dedicado aos road movies brasileiros.

Leia também: 15 road movies emblemáticos

Divulgação
Imagem do filme "Cinema, Aspirinas e Urubus"

"Em filmes mais recentes, como 'Cinema, Aspirinas e Urubus' e 'Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo', é possível perceber uma volta ao sertão", diz a professora, em entrevista ao iG.

Siga o iG Cultura no Twitter

"O cinema vê o sertão como o espaço onde está o Brasil e as questões mais críticas, mais importantes da realidade brasileira."

Brandellero acrescenta que os road movies nacionais não carregam apenas questões ligadas à nação, mas, também, às descobertas individuais. Segundo ela, o espírito da contracultura, presente em muitos filmes norte-americanos do gênero, nao é tão evidente.

"O road movie brasileiro se presta muito mais a incorporar a paisagem brasileira para pensar o próprio País. Ele tenta olhar para a sociedade, não fugir dela."

Como parte da programação do Cultura Inglesa Festival, neste sábado (10)  Brandellero participa de um debate sobre o gênero ao lado do diretor brasileiro Marcelo Galvão, de "Colegas", e do britânico John Roberts, de "Say Goodbye" e "This Boy's Story". O evento acontece às 17h30, com retirada de ingressos uma hora antes.

Mais informações sobre o festival no site http://festival.culturainglesasp.com.br

Leia tudo sobre: cinemaroad moviescultura inglesa festivaligsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas