"Homem Comum" e "Jasmine" são os vencedores do festival É Tudo Verdade

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Resultado foi divulgado neste domingo (13). Longa de Carlos Nader foi vencedor nacional, enquanto o do francês Alain Ughetto ganhou a categoria estrangeira

A história de convivência de mais de 20 anos entre o cineasta Carlos Nader e a família do caminhoneiro paranaense Nilson de Paula rendeu ao diretor o prêmio de melhor documentário nacional no festival É Tudo Verdade, um dos maiores do gênero na América Latina. O resultado da premiação foi divulgado na noite deste sábado (12). 

Reprodução/Youtube
Cena de "Homem Comum"

"Homem Comum" ganhou o prêmio mais esperado da noite, enquanto "Jasmine", que usa animação para mostra o envolvimento do diretor francês Alain Ughetto com uma iraniana, venceu na categoria internacional. 

Entre os curtas-metragens, "Borscht, uma receita russa", filme de Marina Quintanilha sobre duas irmãs russas que, nos anos 1960, se refugiam no Brasil e acabam se casando com o mesmo homem, venceu entre os candidatos brasileiros. Relatando sua relação com a própria mãe, a cineasta Maria Bäck levou o prêmio de melhor curta internacional. 

"Democracia em Preto e Branco", de Pedro Asberg, e "O Domador de Peixes", de Roger Gómez e Dani Resinnes, receberam menção honrosa do júri oficial da mostra. 

Leia tudo sobre: cinemadocumentário

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas