É Tudo Verdade 2014: Cinco documentários essenciais para assistir no festival

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Michel Gondry, Alex Gibney e Eduardo Coutinho terão filmes exibidos no evento que começa nesta semana em SP e RJ

Maior festival de documentários do Brasil, o É Tudo Verdade começa nesta quinta-feira (3) em São Paulo e na sexta-feira (4) no Rio de Janeiro. Até 13 de abril, serão exibidos 77 filmes de 26 países, entre longas, médias e curtas-metragens.

Leia também: É Tudo Verdade tem novos diretores, estreias e homenagens

Depois, o É Tudo Verdade também passará por Campinas (22 a 24 de abril), Brasília (30 de abril a 4 de maio) e Belo Horizonte (24 a 27 de julho).

O iG selecionou cinco filmes essenciais para ver nesta edição.

Imagem do filme 'Canção da Floresta'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Homem que é Alto é Feliz?'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'A Mentira de Armstrong'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Retorno a Homs'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Sobreviventes de Galileia'. Foto: Divulgação

"Canção da Floresta", de Michael Obert: Filme de abertura do É Tudo Verdade em São Paulo, foi o grande ganhador do Festival Internacional de Documentários de Amsterdã, o mais importante do mundo. O filme acompanha a volta do etnomusicólogo norte-americano Louis Satno aos Estados Unidos, 25 anos após chegar a uma tribo de pigmeus na República Centro-Africana. A viagem inclui o reencontro com o cineasta Jim Jarmush ("Flores Partidas"), que foi seu amigo durante a juventude.

Siga o iG Cultura no Twitter

Divulgação
Eduardo Coutinho será homenageado no É Tudo Verdade

"O Homem que é Alto é Feliz?", de Michel Gondry: O diretor francês de "Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças" fez uma série de entrevistas com o linguista norte-americano Noam Chomsky. Depois, transformou as filmagens em animação. O documentário foi exibido no Festival de Berlim deste ano.

"A Mentira de Armstrong", de Alex Gibney: Exibido nos festivais de Veneza e Toronto em 2013, o documentário inicialmente seria um retrato de Lance Armstrong, sete vezes vencedor do Tour de France. Quando as filmagens estavam praticamente finalizadas, o ciclista foi banido das competições por uso de doping, levando o diretor a recomeçar o trabalho.

"Retorno a Homs", de Talal Derki: A guerra civil síria é contada neste documentário filmado durante três anos em Homs, um dos principais redutos da oposição ao presidente Bashar Al-Assad. O diretor foca sua história na trajetória dos jovens Basset, 19 anos, e Ossama, 24, envolvidos no conflito. Ganhou o prêmio do juri internacional de melhor documentário no Festival de Sundance deste ano.

"Sobreviventes de Galileia", de Eduardo Coutinho: A obra de um dos maiores cineastas do Brasil, morto no início do ano, será celebrada com a exibição de dois médias-metragens produzidos pelo próprio Coutinho para o DVD de "Cabra Marcado para Morrer". Em "Sobreviventes de Galileia", o cineasta volta ao local das filmagens de seu mais famoso documentário, 30 anos depois. Será a primeira exibição do material em São Paulo.

Leia tudo sobre: é tudo verdadedocumentáriocinema

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas