Antonelli e Gianecchini levam parceria ao cinema: "Topamos os desafios juntos"

Por Luísa Pécora , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Atores formam quinto par romântico na comédia romântica "S.O.S. Mulheres ao Mar"; veja entrevista em vídeo

Desde que viveram seu primeiro par romântico no filme "Avassaladoras", de 2002, Giovanna Antonelli e Reynaldo Gianecchini consolidaram uma forte parceria dentro e fora das telas. Sócios de um restaurante no Rio de Janeiro, eles vivem um casal pela quinta vez em "S.O.S. Mulheres ao Mar", filme que estreia nesta quinta-feira (20).

Crítica: "S.O.S. Mulheres ao Mar" fortalece personagens femininas

Na televisão, os dois formaram par romântico nas novelas "Da Cor do Pecado" (2004), "Sete Pecados" (2007) e "Em Família", atualmente exibida pela Rede Globo. Na trama, os dois são casados, mas a personagem de Antonelli sente atração por outra mulher.

"A gente realmente se diverte trabalhando e gosta de topar os desafios juntos", afirmou Gianecchini, em entrevista ao iG. "Acho que a intimidade e a afinidade têm um papel muito importante e isso para para o trabalho."

Veja a entrevista com Giovanna Antonelli e Reynaldo Gianecchini:

O ator contou que o fato de Antonelli produzir e estrelar "S.O.S. Mulheres ao Mar" foi fundamental para que aceitasse o convite para integrar o elenco. Ela, por sua vez, disse já ter recusado papéis em projetos do qual Gianecchini não quis fazer parte. "Confio muito nele, nas escolhas dele como profissional."

Siga o iG Cultura no Twitter

No filme dirigido por Chris D'Amato, Antonelli é Adriana, uma tradutora de filmes pornôs que deixou de lado o sonho de ser escritora para apoiar a carreira do marido, o arquiteto Eduardo (Marcello Airoldi). Após dez anos de casamento, ela é trocada por Beatriz (Emanuelle Araújo), uma famosa e bela atriz com quem Eduardo fará um cruzeiro para a Itália.

Disposta a reconquistá-lo, Adriana embarca no navio ao lado da irmã, Luiza (Fabíula Nascimento), e da empregada, Dialinda (Thalita Carauta). A ideia é separar o novo casal, mas o foco de Adriana muda quando ela encontra o sensível e bonitão André (Gianecchini).

Imagem do filme 'S.O.S. - Mulheres ao Mar'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'S.O.S. - Mulheres ao Mar'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'S.O.S. - Mulheres ao Mar'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'S.O.S. - Mulheres ao Mar'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'S.O.S. - Mulheres ao Mar'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'S.O.S. - Mulheres ao Mar'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'S.O.S. - Mulheres ao Mar'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'S.O.S. - Mulheres ao Mar'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'S.O.S. - Mulheres ao Mar'. Foto: Divulgação

As mulheres são a grande força do filme, tendo mais tempo em cena e sendo responsáveis por quase todas as piadas, enquanto os homens ficam com papéis coadjuvantes.

"As mulheres são as protagonistas mesmo. Os homens ajudam a contar essa historinha, mas tá tudo ali", disse Gianecchini. "A comédia é o forte e pegaram atrizes que fazem isso muito bem. Eu sabia que ia comer pela beirada, porque minha parte é o romance."

Apesar de considerar o filme "muito feminino", pelo fato de a diretora e as protagonistas serem mulheres, Antonelli também vê os homens como público-alvo. "Quando você fala de cotidiano, de histórias de amor, não tem sexo."

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas