Morre a diretora checa Vera Chytilova, de "As Pequenas Margaridas"

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Cineasta tinha 85 anos e foi nome fundamental da "nova onda" do cinema checo nos anos 1960

A diretora checa Vera Chytilova, nome fundamental da nova onda do cinema checo nos anos 1960, morreu nesta quarta-feira (12), aos 85 anos. De acordo com a imprensa do país, ela lutava havia anos contra uma doença que não foi divulgada.

AP
A diretora Vera Chytilova, em foto de 2009

Chytilova alcançou o sucesso de crítica com "As Pequenas Margaridas", de 1966. Como os filmes de outros novos diretores checos da época, o longa representou uma fuga radical em relação ao realismo socialista, tendo como protagonistas duas adolescentes que decidem ser mimadas e se divertir.

O filme foi imediatamente banido, mas ganhou o Gran Prix do Festival de Cinema de Bergamo, na Itália, em 1967.

Siga o iG Cultura no Twitter

Nascida em 2 de fevereiro de 1929 em Ostrava, Chytilova estudou Filosofia e Arquitetura e trabalhou como modelo antes de se formar na Academia de Artes Performáticas de Praga, em 1962.

Apesar de seus filmes terem sido banidos pelo regime comunista, e de ter sido proibida de trabalhar durante anos, a diretora nunca deixou seu país. Seu primeiro filme liberado foi "The Apple Game", que foi premiado no Festival de Cinema de Chicago em 1977.

Chamada de "primeira-dama do cinema checo", Chytilova recebeu condecorações em seu país e também na França. Ela deixa dois filhos: Tereza e Stephan.

Leia tudo sobre: Vera Chytilovacinema

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas