Por que "Gravidade" é favorito ao Oscar?

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Veja os cinco pontos fortes do filme dirigido por Alfonso Cuarón na corrida pela estatueta da Academia de Hollywood

Desde que estreou mundialmente no Festival de Veneza, em agosto de 2013, o filme "Gravidade" se transformou em um dos favoritos ao Oscar 2014. Neste ano, a competição é dura: para levar a estatueta, o longa do diretor mexicano Alfonso Cuarón terá de bater "12 Anos de Escravidão", de Steve McQueen, e "Trapaça", de David O. Russell, também fortes candidatos.

Mais sobre os favoritos ao Oscar 2014:
Os cinco pontos fortes de "12 Anos de Escravidão" 
Por que "Trapaça" pode ganhar a estatueta?

Imagem do filme 'Gravidade'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gravidade'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gravidade'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gravidade'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gravidade'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gravidade'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gravidade'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gravidade'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gravidade'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gravidade'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gravidade'. Foto: Divulgação

Veja por que "Gravidade" é favorito ao Oscar.

É o líder de indicações: "Gravidade" concorre em dez categorias, assim como "Trapaça" ("12 Anos de Escravidão" disputa nove prêmios). Se hoje ser líder de indicações já não garante favoritismo, ainda funciona como sinal de que o filme teve grande aceitação entre diferentes setores da Academia. "Gravidade" se ressente da falta de uma indicação a melhor roteiro, mas também disputa mais prêmios técnicos do que seus concorrentes. Como todos os membros da Academia podem votar na categoria melhor filme, o apoio de profissionais como diretores de fotografia e técnicos em efeitos visuais pode fazer a diferença.

AP
Sandra Bullock e George Clooney apresentam 'Gravidade' no Festival de Veneza 2013

Tem duas estrelas no elenco: Agradar os atores também é fundamental, já que eles constituem o maior grupo votante (1,3 mil membros, ou 22% da Academia). "Gravidade" tem apenas dois atores em grande parte das cenas, mas eles são George Clooney e Sandra Bullock, campeões de popularidade em Hollywood. Clooney é extremamente influente e Bullock, além de entregar a melhor atuação da carreira, participou ativamente da campanha de divulgação.

Siga o iG Cultura no Twitter

É o campeão de bilheteria: Embora essa regra venha mudando, ter boa bilheteria é tido como fator importante para que um filme fature o Oscar. Nesse sentido, "Gravidade" é o campeão disparado: faturou mais de US$ 269 milhões (R$ 627 milhões), bem mais do que os US$ 144 milhões (R$ 335,6 milhões) do segundo colocado, "Trapaça". Ainda que "Gravidade" tenha se beneficiado do ingresso mais caro cobrado nas sessões em 3D, não há dúvida de que é o concorrente mais comercial e popular - e o Oscar há anos vem tentando estar mais em sintonia com o público.

É o filme mais inovador: "Gravidade" usa a tecnologia digital para deixar o espectador em estado de imersão e é um dos raros casos em que o 3D acrescenta algo à narrativa. Ao dar o Oscar para o filme de Cuarón, a Academia enviaria um sinal de que está atenta às inovações tecnológicas e de olho no futuro do cinema, e não parada no tempo, como muitos a acusam.

É ficção científica, mas com emoção: Até hoje nenhum filme de ficção científica triunfou no Oscar, em parte porque a Academia gosta principalmente de longas que provocam emoção, e não apenas admiração pelo novo. "Gravidade" consegue unir as duas coisas: visualmente, assume riscos e quebra barreiras; em termos de história, porém, é bastante convencional, sobre uma mulher que precisa superar um trauma do passado para poder seguir em frente. Esse tipo de trajetória de renascimento, marcada por tom espiritual, costuma agradar.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas