Corpo de Seymour Hoffman será enterrado nesta sexta-feira; amigos vão a velório

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Funeral será privado e em Nova York; homenagem aberta ao público será organizada nas próximas semanas

O corpo do ator Philip Seymour Hoffman, morto no domingo (3) numa aparente overdose de heroína, será enterrado nesta sexta-feira (7). A cerimônia será privada, para 400 convidados, na Igreja St. Ignatius Loyola, em Nova York. Um evento público, para os fãs, será organizado nas próximas semanas.

Na noite de quinta-feira (6), familiares e amigos do ator compareceram a um velório, também privado. Entre os presentes estavam Amy Adams, Cate Blachett, Ben Stiller, Mike Nichols, Justin Theroux, Michelle Williams e Ellen Burstyn.

Leia também: Autópsia no corpo de Seymour Hoffman é inconclusiva

A atriz Amy Adams e o noivo Darren Le Gallo chegam ao velório de Seymour Hoffman. Foto: APCate Blanchett e o marido Andrew Upton chegam ao velório Philip Seymour Hoffman. Foto: ReutersO diretor Mike Nichols e sua mulher, a jornalista Diane Sawyer, chegam ao velório. Foto: ReutersO ator Ben Stiller chega ao velório em Nova York. Foto: ReutersMarilyn O'Connor, mãe do ator Philip Seymour Hoffman, comparece a velório em NY (06/02). Foto: ReutersO ator Justin Theroux deixa velório de Philip Seymour Hoffman. Foto: ReutersMimi O'Donell, ex-parceira de Seymour Hoffman, deixa velório do ator com a filha Willa. Foto: ReutersA atriz Ellen Burstyn chega ao velório de Philip Seymour Hoffman
. Foto: Reuters

A mãe de Hoffman, Marilyn O'Connor, e a ex-parceira dele, Mimi O'Donnell, também foram à cerimônia. O ator deixou três filhos, todos com O'Donnell.

Leia também: Polícia acha seringas usadas na casa de Hoffman
Repercussão: Artistas lamentam morte de Philip Seymour Hoffman

Hoffman, de 46 anos, foi encontrado morto no domingo, no chão do banheiro de seu apartamento, com uma seringa espetada no braço.

O ator tinha um longo histórico de problemas com drogas e buscou tratamento no ano passado, após mais de 20 anos de abstinência.

Considerado um dos melhores atores de sua geração, Hoffman ganhou o Oscar por "Capote" em 2006. Na noite de quarta-feira (5), centenas de amigos e fãs o homenagearam com uma vigília à luz de velas em frente à sede da companhia teatral Labyrinth, da qual Hoffman foi diretor artístico.

Também na quarta-feira, os teatros da Broadway reduziram a iluminação de suas fachadas durante um minuto, como homenagem ao ator.

Com Reuters

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas