De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, quadro de Maria Oliveira Coutinho foi estabilizado, mas inspira cuidados; cineasta foi morto a facadas no domingo (2)

A mulher e o filho do cineasta Eduardo Coutinho , morto a facadas neste domingo (2), seguem internados no Rio de Janeiro. Daniel Coutinho, 41 anos, é acusado de ter assassinado o pai, ferido a mãe e depois tentado cometer suicídio.

Leia também: Eduardo Coutinho é assassinado no Rio de Janeiro
Repercussão: "Coutinho era um dos maiores cineastas do País"

De acordo com a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, tanto Daniel quanto a mãe, Maria Oliveira Coutinho, passaram por cirurgia e estão internados na Unidade Intermediária do Hospital Miguel Couto, ambos sem previsão de alta.

Leia também: "Eu libertei meu pai", disse filho de cineasta após o crime

O quadro de Daniel é estável e o de Maria Oliveira, mais grave, foi estabilizado mas "inspira cuidados", segundo a secretaria.

Daniel, que foi preso em flagrante e está sob custódia mesmo no hospital, será avaliado por um psicólogo. Acredita-se que ele sofre de esquizofrenia.

O corpo de Coutinho, um dos maiores cineastas do Brasil, será enterrado nesta segunda-feira no Cemitério São João Batista, no bairro de Botafogo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.