Da série "Lost" ao novo "O Hobbit": Evangeline Lilly quase desistiu da carreira

Por Mariane Morisawa , especial para o iG, de Los Angeles | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

"Passei anos com todo tipo de problema de saúde", disse a atriz ao iG; leia entrevista

Desde que o seriado “Lost” terminou em 2010, Evangeline Lilly, que interpretava uma das personagens principais, Kate, deu uma sumida – só fez uma participação pequena em “Gigantes de Aço”. Em parte, foi por causa do nascimento do filho. Mas a verdade é que a atriz praticamente desistiu da carreira.

Crítica: Novo "Hobbit" é bem melhor do que o primeiro

Divulgação
Evangeline Lilly como a elfa Tauriel em 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'

“Quando fazia a série, passei muitos anos com todo tipo de problema de saúde, com insônia e ansiedade. Percebi logo que não era saudável e decidi que aquela profissão não era para mim”, disse em entrevista para promover “O Hobbit – A Desolação de Smaug”, filme que estreia nesta sexta e no qual interpreta a elfa Tauriel, ás no arco e flecha que ajuda os anões a se livrar de orcs.

Mais: Ler "O Hobbit" é mais rápido do que assistir aos filmes

Cena de 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoCena de 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoCena de 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoCena de 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoCena de 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoCena de 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Hobbit: A Desolação de Smaug'. Foto: Divulgação

“Mas aí fui trabalhar com Peter Jackson, fiz parte do processo criativo de criação dessa personagem que não existe nos livros. À noite, não tinha insônia porque ia para casa e tinha um bebê para cuidar. Vi que poderia ser legal. Agora estou procurando outros trabalhos.”

Entrevista - Peter Jackson: "Não tenho paciência para bobagem"

Dá para notar que Evangeline Lilly está num bom momento. Sorridente e brincalhona, foi a mais falante durante a entrevista, depois de Peter Jackson. Fez brincadeiras com o diretor e até foi um pouco indiscreta. Revelou, por exemplo, que roubou uma pedra que era objeto de cena.

“Aprendi com Peter que não há melhor maneira de trabalhar do que dando risada. E ele é uma das pessoas mais engraçadas que conheço. Tem zero respeito pela atividade do ator!”, disse, provocando risos.

Mais - Martin Freeman diz: "Não sei nada sobre indústria do cinema"

“Mas é maravilhoso! Quando as pessoas tratam a atuação como uma arte sagrada, querem dizer que aquilo é mágica. E eu não sei fazer mágica. Isso é aterrorizante! Ele conseguiu boas performances ao ser tão relaxado.”

O diretor respondeu que quer a melhor interpretação de todo o mundo, mas que não é de ficar dirigindo nem gosta de criar tensões desnecessárias durante a filmagem. A atriz concordou.

“É preciso muita energia para fazer um filme, um dia dura de 16 a 20 horas. Não tem como gastar energia com tensão. Nossa profissão é como brincar de casinha, então a gente tem de brincar e se divertir!”, disse.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas