Brasileiro "Uma História de Amor e Fúria" busca indicação ao Oscar de animação

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Filme de Luiz Bolognesi está entre os 19 inscritos que tentam garantir vaga na categoria

O filme brasileiro "Uma História de Animação e Fúria" está entre as 19 produções que buscam uma indicação ao Oscar 2014 na categoria animação. Dirigido por Luiz Bolognesi, o longa foi inscrito na competição e agora será avaliado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos.

Leia também: "Uma História de Amor e Fúria" viaja na história do Brasil

Os demais inscritos são "Tá Chovendo Hambúrguer 2", "Os Croods", "Meu Malvado Favorito 2", "Aviões", "Turbo", "Os Smurfs 2", "Universidade Monstros", "Reino Escondido", "Bons de Bico", "Frozen: Uma Aventura Congelante", "O Apóstolo", "Ernest and Celestine", "Khumba", "The Fake", "The Wind Rises", "A Letter to Momo", "The Legend of Sarila" e "Puella Magi Madoka Magica The Movie – Rebellion".

A animação brasileira em 'Uma História de Amor e Fúria', de Luiz Bolognesi. Foto: DivulgaçãoRodrigo Santoro, o diretor Luiz Bolognesi, Camila Pitanga e Selton Mello no Festival do Rio. Foto: AgNewsO futuro apocalíptico do Rio de Janeiro em 'Uma História de Amor e Fúria'. Foto: DivulgaçãoA animação brasileira em 'Uma História de Amor e Fúria', de Luiz Bolognesi. Foto: DivulgaçãoA animação brasileira em 'Uma História de Amor e Fúria', de Luiz Bolognesi. Foto: DivulgaçãoA animação brasileira em 'Uma História de Amor e Fúria', de Luiz Bolognesi. Foto: Divulgação

Uma seleção prévia vai retirar três dos 19 filmes da competição. Em janeiro, cinco títulos serão os indicados oficiais da Academia.

Lançado em abril, "Uma História de Amor e Fúria" faz uma viagem pela história do Brasil. Selton Mello dubla o protagonista, que vai de índio tupinambá a um homem desiludido no Rio de Janeiro futurista de 2096. Camila Pitanga e Rodrigo Santoro também emprestam suas vozes ao filme.

Leia: "Uma História de Amor e Fúria" defende luta política e resistência

Em junho, "Uma História de Amor e Fúria" ganhou o prêmio de melhor filme no Festival de Annecy - conhecido como o "Cannes da animação", por ser o mais importante do gênero. Foi a primeira animação brasileira selecionada a concorrer ao prêmio principal em 53 anos do evento, que já premiou longas como "Coraline e "Mary e Max".

Divulgação
Imagem do filme "Uma História de Amor e Fúria"

O longa também foi inscrito para ser o candidato do Brasil ao Oscar de filme estrangeiro, mas a comissão do Ministério da Cultura responsável pela seleção escolheu "O Som ao Redor".

Na época, Bolognesi disse ao iG que  a importância de ser reconhecido pelo Oscar está no fato de o filme ganhar visibilidade. "A indicação e o prêmio em si não importam tanto, o que importa são as consequências. O reconhecimento aumenta muito, as pessoas pegam o DVD. E eu quero que o filme seja visto", afirmou o diretor.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas