"Lições de Harmonia" ganha principal prêmio da Mostra de Cinema de SP

Por Luísa Pécora , iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Festival exibiu mais de 360 filmes entre 18 e 31 de outubro

"Lições de Harmonia", do diretor Emir Baigazin, do Cazaquistão, ganhou o principal prêmio da 37ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, festival que terminou nesta quinta-feira (31), após exibir mais de 360 filmes em duas semanas.

Especial: Saiba tudo sobre a Mostra de Cinema de SP
Serviço: Veja quais filmes estão na repescagem da Mostra

O anúncio foi foi feito durante cerimônia de encerramento no Cinesesc. "Lições de Harmonia", que ganhou o Urso de Prata de melhor contribuição artística no Festival de Berlim, conta a história de Aslan, um menino de 13 anos que vive em um vilarejo perigoso no Cazaquistão. Ele decide agir contra Bolat, o líder da gangue da escola, que costuma extorquir e espancar os alunos.

Divulgação
Imagem do filme 'Lições de Harmonia'

O filme ganhou o Troféu Bandeira Paulista, reservado aos longas que integram a Competição Novos Diretores. Esta seção exibe títulos de cineastas que estejam no máximo em seu segundo longa-metragem. Os mais bem votados pelo público foram vistos pelo Júri Internacional, que então escolheu os vencedores.

O júri deu uma menção honrosa para "La Jaula de Oro", do mexicano Diego Quemada-Diez, que também ganhou o prêmio da crítica. Entre os documentários, o maior prêmio ficou com o sul-africano "Plano Para a Paz", de Carlos Agulló e Mandy Jacobson.

"Pais e Filhos", do japonês Hirokazu Kore-Eda, e "Até que a Sbórnia nos Separe", de Otto Guerra e Ennio Torresan Jr, foram os mais bem avaliados pelo público.

Destaques da Mostra 2013:
"Inside Llewyn Davis" é comédia melancólica dos Coens
"Ana Arabia" mostra Amos Gitai em boa forma
Atriz brilha como mãe controladora em "Child's Pose"
Wong Kar-wai mostra a beleza do kung-fu em "O Grande Mestre"
"El Crítico" diverte com convenções da comédia romântica
"Grand Central" usa romance para discutir energia nuclear
"Um Toque de Pecado" mostra violência por trás do boom chinês

Neste ano, os jurados foram o cineasta e documentarista ucraniano Sergei Loznitsa; o diretor filipino Lav Diaz; o diretor, autor e produtor austríaco Hans Weingartne; César Charlone, fotógrafo e cineasta uruguaio radicado no Brasil; e a diretora brasileira de cinema e teatro Monique Gardenberg.

Kubrick, Coutinho e Coreia do Sul

A Mostra deste ano teve como grande estrela o cineasta norte-americano Stanley Kubrick, tema de uma das retrospectivas, de um livro do crítico francês Michel Ciment e de uma exposição imperdível no Museu da Imagem e do Som, feita em parceria com o festival.

A pintura original, 'Rehearsal in the Rain', de Christiane Kubrick. Foto: Christiane KubrickO pôster da edição 2013 da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Foto: DivulgaçãoChristiane Harlen em cena de 'Glória Feita de Sangue'; ela se casou com Kubrick pouco depois das filmagens. Foto: DivulgaçãoA família Kubrick, em imagem do livro 'Stanley Kubrick: A Life in Pictures' . Foto: ReproduçãoChristiane Kubrick e o irmão, Jan Harlan, que foi braço direito do diretor, visitam a exposição no MIS. Foto: Divulgação

O cineasta também marcou presença no cartaz e na vinheta da Mostra, criados a partir de uma pintura de sua mulher, Christiane Kubrick. Ela veio ao festival com o irmão, Jan Harlan, que foi produtor-executivo e braço-direiro do cineasta.

Mais sobre Kubrick na Mostra:
Stanley Kubrick ganha exposição sensorial e emocionante
"Kubrick tinha respeito pela plateia", diz produtor
Viúva de Kubrick conta história de pôster da Mostra

A Mostra também prestou homenagem a Eduardo Coutinho, um dos mais importantes nomes do cinema nacional, que completou 80 anos em 2013. O festival contou com retrospectiva de sua obra, um livro organizado por Milton Ohata e um encontro do diretor com o público na FAAP.

Entrevistas e debates
Eduardo Coutinho: "Eu preciso das pessoas"
Park Chan-wook: "Medo motiva violência em meus filmes"

Divulgação
Eduardo Coutinho autografa livro sobre ele no Cinesesc (25/10)

A Coreia do Sul foi outro destaque da edição deste ano, com um ciclo inteiramente dedicado ao festival e a presença ilustre de Park Chan-wook, diretor de "Oldboy" e "Sede de Sangue".

Alguns anúncios importantes foram feitos paralelamente à Mostra, como a entrega para a Câmara do projeto de lei que cria a SPCine, agência de fomento ao cinema de São Paulo, e a escolha do Brasil para a mostra Carte Blanche da edição 2014 do Festival de Locarno.

Quem perdeu tudo isso ainda pode ter um gostinho do que foi a Mostra deste ano com as sessões da repescagem, que acontecem de 1º a 7 de novembro no Cinesesc, Cinusp e Cinemateca.

Além disso, há o encerramento oficial na noite do dia 1º, com a exibição de "O Circo", de Charlie Chaplin, com acompanhamento da orquestra do Teatro Municipal.

Veja a lista completa de ganhadores da Mostra 2013:

PRÊMIO DO JÚRI
- filme de ficção: "Lições de Harmonia"
- menção honrosa de ficção: "La Jaula de Oro"
- documentário: "Plano Para a Paz"
- menção honrosa de ficção: "Eu Vou Ser Assassinado"

PRÊMIO DO PÚBLICO
- filme brasileiro de ficção: "Até que a Sbórnia nos Separe"
- documentário brasileiro: "Outro Sertão"
- filme estrangeiro de ficção: "Pais e Filhos"
- documentário estrangeiro: "Plano Para a Paz"

PRÊMIO DA CRÍTICA
- filme: "La Jaula de Ouro"
- prêmios especiais: "Lições de Harmonia" e "O Militante"

PRÊMIO DA ABRACCINE
- filme brasileiro: "Riocorrente"

PRÊMIO DA JUVENTUDE
- filme estrangeiro: "Vai, Eddy!"
- filme brasileiro: "O Menino e o Mundo"

Leia tudo sobre: mostra de são paulomostra 2013cinemaigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas