Atriz fala sobre interpretar Ana Terra no filme de Jayme Monjardim; veja o vídeo

A atriz Gloria Pires contou ao iG , em entrevista no mês passado , que só batalhou por um papel em toda a carreira: Ana Terra, uma das heroínas da minissérie "O Tempo e o Vento", exibida pela Rede Globo em 1985. Quase 30 anos depois, o papel é agora de sua filha, Cleo Pires, uma das estrelas da versão para o cinema da obra de Erico Verissimo, que estreia nesta sexta-feira (27).

Ao contrário de Gloria, Cleo não foi atrás da personagem. "Na verdade chegou a mim, o Jayme (Monjardim, diretor do filme) me convidou", contou, em entrevista ao iG . "É emocionante para mim fazer um papel tão importante, que minha mãe fez há tantos anos."

Veja a entrevista com Cleo Pires:

"O Tempo e o Vento" narra o conflito de cento e cinquenta anos entre duas família rivais: a Terra Cambará e a Amaral. A centenária Bibiana Terra Cambará (Fernanda Montenegro) é quem conta a história de seus antepassados, começando pela avó, Ana Terra, uma jovem camponesa que vive um amor proibido com um índio.

Segundo Cleo, a reação de Gloria ao ver o filme foi a de qualquer mãe coruja. "É sempre a mesma coisa: 'ai, filha, você tá linda, que lindo, você fez tão bem", diverte-se a atriz, que não pediu nenhum tipo de conselho antes das filmagens. "Ela não dá palpite."

Siga o iG Cultura no Twitter

Em seu quinto papel no cinema, após "Benjamin", "Meu Nome não é Johnny", "Lula, o Filho do Brasil" e "Qualquer Gato Vira-Lata", ela não se preocupa com a possibilidade de o público hesitar em ver o filme por causa da cara de minissérie da Globo.

"Acho que as pessoas têm de fazer o que querem", afirmou. "Mas preconceito nunca é bom, né?"


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.