Ator fala sobre a comédia "Se Puder...Dirija", primeiro filme brasileiro com atores em cena rodadon em 3D

O ator Luiz Fernando Guimarães vê seu papel na comédia "Se Puder...Dirija!" , que estreia nesta sexta-feira (30), como diferente de todos os que interpretou. Ainda que cômico, o personagem, segundo ele, é mais humilde e menos ácido do que aqueles que lhe deram fama na televisão.

Leia também: "Se Puder...Dirija!" leva 3D à comédia nacional

"Achei bom fazer esse manobrista. Não sei se é porque estou mais maduro, não preciso ficar fazendo o público rir", afirmou, em entrevista ao iG . "Tem um momento da sua vida que isso fica meio escrito na sua testa. Acho interessante criar uma outra possibilidade para sua vida."

Veja entrevista com Luiz Fernando Guimarães e Lavínia Vlasak:

Guimarães interpreta o manobrista João, um pai ausente disposto a se aproximar do filho de cinco anos. Chamado às pressas ao trabalho, ele decide usar o carro de uma cliente do estacionamento para buscar o menino na casa da ex-mulher (Lavínia Vlasak). No caminho, enfrenta uma tentativa de assalto e atropela um ciclista, entre outras adversidades.

Siga o iG Cultura no Twitter

Para Guimarães, o jeitão mais "família" faz com que "Se Puder...Dirija!" tenha um diferencial em relação à maior parte das comédias nacionais.

"Este filme toca em assuntos fundamentais de qualquer ser humano. Independnte de você ser pai ou não, o conflito do dia a dia atinge todas as pessoas. Acho que este filme tem uma profundidade bacana para comédia", afirmou.

Dirigido por Paulo Fontenelle, "Se Puder...Dirija!" é o primeiro filme brasileiro em 3D no formato live action - ou seja, com atores reais em cena. Segundo o elenco, o trabalho foi o mesmo de sempre.

"Quem pensou nisso foi o Paulo. Ele falou: 'Façam o de vocês, relaxem e deixem essa parte com a gente", contou Vlasak. "A história do 3D ficou mais na cabeça deles. Pra gente, foi normal."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.