Em "Os Estagiários", Vince Vaughn e Owen Wilson buscam vaga no Google

Por Luísa Pécora , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Comédia mostra dois quarentões desempregados que decidem abraçar a era digital para sobreviver

Na primeira cena de "Os Estagiários", comédia que estreia nesta sexta-feira (30), Vince Vaughn e Owen Wilson aparecem em um carro, a caminho de um importante jantar de negócios. Animados, eles cantam aos berros o refrão de uma das canções que integra a "playlist da motivação": "Ironic", hit da cantora Alanis Morissette nos anos 1990.

É a apresentação perfeita para os personagens, dois quarentões totalmente por fora do mundo atual que decidem abraçar a tecnologia e a era digital para sobreviver.  

Imagem do filme 'Os Estagiários'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Os Estagiários'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Os Estagiários'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Os Estagiários'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Os Estagiários'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Os Estagiários'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Os Estagiários'. Foto: DivulgaçãoCena de 'Os Estagiários'. Foto: Divulgação

Billy McMahon (Vaughn) e Nick Campbell (Wilson) são dois amigos de longa data que trabalham juntos como vendedores de relógio. Após um ano difícil e certo de que as pessoas agora usam o celular para saber que horas são, o dono da empresa em que trabalham (John Goodman) decide fechá-la, deixando Billy e Nick desempregados. "Relógios são obsoletos, e vocês também", justifica.

Siga o iG Cultura no Twitter

Longe da vida que imaginaram para si mesmos, mas dispostos a acreditar que não estão velhos demais para recomeçar, Billy e Nick conseguem entrar no concorrido programa de estágios do Google e vão competir com jovens gênios por uma efetivação na empresa de tecnologia.

"Os Estagiários" foi uma ideia de Vaughn, também roteirista e produtor do longa, que apresentou o projeto ao Google. A empresa colaborou com o filme (sem pagar ou receber nada por isso, afirma), dando consultoria no roteiro, abrindo as portas de seu "campus" em Mountain View, na Califórnia, e supervisionando a construção de uma réplica da sede que também foi usada nas filmagens.

Divulgação
Imagem do filme 'Os Estagiários'

Não é difícil entender o motivo de tal colaboração. Em muitos momentos, "Os Estagiários" parece um vídeo institucional da companhia, fazendo constante menção aos seus produtos e rasgando elogios ao "estilo Google" de trabalhar, com ênfase no escritório que parece parque de diversões: comida de graça, bicicletas coloridas, cantinho da soneca e um escorregador no lugar das escadas.

Por vezes "Os Estagiários" esboça fazer um retrato da crise financeira e da dificuldade de conseguir emprego nos Estados Unidos - inclusive entre os jovens -, mas nunca a ponto de chegar lá. Em geral, o filme prefere se apoiar no carisma dos atores, principalmente Wilson, para sustentar piadas velhas. 

Troque-se a sede do Google por um "high school" norte-americano e "Os Estagiários" poderia ser um típico filme adolescente, com a rivalidade entre populares e excluídos e os clichês de sempre: o nerd tímido, o bonitão maldoso, o gordinho inteligente e os desacreditados que superam limites - no caso, Billy e Nick.

Eles não têm o mesmo conhecimento dos jovens brilhantes, mas vão ensiná-los a perceber que a vida é mais do que competições, notas altas e computadores. De modo que, no fim, "Os Estagiários" segue um formato tão obsoleto quanto seus personagens.

Veja o trailer de "Os Estagiários":


Leia tudo sobre: os estagiáriosvince vaughnowen wilsoncinemagoogle

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas