Vencedora de dois Globos de Ouro, norte-americana foi diagnosticada com câncer ampular em 2010 e pediu ajuda na internet pra realizar seu tratamento médico

Reuters

A atriz norte-americana Karen Black, que protagonizou os filmes dos anos 1970 "Cada Um Vive Como Quer" e "Nashville", morreu aos 74 anos em Los Angeles nesta quinta-feira (8), disseram seus representantes.

Karen, que vinha sofrendo de câncer nos últimos anos, morreu no Centro de Reabilitação West Hills Health, afirmou sua agente Elliot Mintz.

A atriz Karen Black
Getty Images
A atriz Karen Black

Ela era mais conhecida por seu papel como Rayette, a garçonete do drama da classe trabalhadora de 1970 "Cada Um Vive Como Quer", no qual estrelou ao lado de Jack Nicholson.

O papel garantiu a Karen um Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante e uma indicação ao Oscar.

Ela também desempenhou um papel de destaque como cantora de música country no elenco do drama musical de Robert Altman, "Nashville", de 1975.

Siga o iG Cultura no Twitter

Karen foi diagnosticada com câncer ampular, que é semelhante ao câncer de pâncreas, em 2010, e ganhou as manchetes dos jornais no início deste ano depois de pedir ajuda para o seu tratamento médico na Internet. Ela e o marido arrecadaram cerca de U$ 62 mil (próximo de R$ 142 mil), de acordo com sua página de arrecadação.

A atriz nascida em Illinois ganhou outro Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante pelo papel da amante Myrtle Wilson no filme "O Grande Gatsby", de 1974, e também foi elogiada por seu trabalho como uma aspirante a atriz no drama de 1975 "O Dia do Gafanhoto".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.