Hugh Jackman: o galã "família" que se consagrou como Wolverine em Hollywood

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Saiba mais sobre a carreira do ator australiano que estrela "Wolverine - Imortal", novo filme da franquia "X-Men"

"Missão Impossível 2" pode ser considerado um marco na carreira do australiano Hugh Jackman. Não, ele não estava no elenco do longa estrelado por Tom Cruise e lançado em 2000. Mas foi o atraso nas filmagens que impediu o ator Dougray Scott de interpretar Wolverine em "X-Men - O Filme", o início da bem-sucedida saga dos mutantes no cinema. Jackman, a segunda opção, aceitou o desafio na última hora.

Ganhou, assim, o papel de sua vida. Hoje o terceiro ator mais bem pago de Hollywood, segundo a revista "Forbes", Jackman vive o personagem pela sexta vez em "Wolverine - Imortal", que estreou na sexta-feira. Aos 44 anos, o australiano é a principal estrela da franquia de ação e aventura, enquanto mantém o jeitão tranquilo de galã "família".

Leia também: Robert Downey Jr. lidera lista de atores mais bem pagos

Cena de "Os Suspeitos". Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Wolverine - Imortal' (2013). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Para Maiores' (2013). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Os Miseráveis' (2012). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Gigantes de Aço' (2011). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Butter' (2011). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Flor da Neve e o Leque Secreto' (2011). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'X-Men Origens: Wolverine' (2009). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Austrália' (2008). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'A Lista - Você Está Livre Hoje?' (2008). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'O Grande Truque' (2006). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Fonte da Vida' (2006). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Scoop - O Grande Furo' (2006). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'X-Men: O Confronto Final' (2006). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Van Helsing - O Caçador de Monstros'  (2004). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'X-Men 2' (2003). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Kate & Leopold' (2001). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'A Senha: Swordfish' (2001). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Alguém Como Você' (2001). Foto: DivulgaçãoImagem de 'X-Men: O Filme' (2000). Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Paperback Hero' (1999). Foto: Divulgação

Casado desde 1997 com a atriz, diretora e produtora Debora-Lee Furness e pai de Oscar e Ava, ambos filhos adotivos, Jackman tem uma regra: não fica longe da família por mais de duas semanas. "Disse para meu agente logo no começo: preciso estar em casa", disse o ator, que mora em Nova York, em entrevista à "The Hollywood Reporter".

O traumático e repentino divórcio dos pais pode explicar a importância de estar perto da família. Nascido em 12 de outubro de 1968, em Sydney, Jackman é o filho mais novo de Grace e Christopher, ingleses que se mudaram para o país um ano antes.

Leia também: Hugh Jackman chora ao lembrar que foi abandonado pela mãe

Quando o ator tinha oito anos, sua mãe decidiu voltar para o Reino Unido com as duas filhas mulheres, deixando Jackman e seus dois irmãos homens com o pai na Austrália. Em dezembro de 2012, ele chorou ao falar sobre o assunto no programa "60 Minutes":

"Quando cheguei da escola, não tinha ninguém em casa. No dia seguinte chegou um telegrama da Inglaterra e mamãe estava lá. E foi assim", contou. "Meu pai rezava toda noite para ela voltar."

Christopher acabou se tornando a grande referência de Jackman. "Meu pai é uma rocha. Meu pai é a minha rocha. Com ele aprendi tudo sobre lealdade, sobre estar ali sempre, não importa o que aconteça."

Getty Images
Jackman e Deborra-Lee na cerimônia do Oscar, em fevereiro de 2013

De Sydney a Hollywood

Após algumas peças na escola, Jackman fez um curso de atuação no último ano da faculdade de Comunicação em Sydney, apenas para preencher créditos. Descobriu sua vocação para as artes dramáticas e fez novos cursos, conseguindo seu primeiro trabalho profissional na série "Corelli".

Exibido pela ABC em 1995, o seriado só durou uma temporada, mas apresentou Jackman à futura mulher.

Com o fim do seriado, o ator fez outros trabalhos para a televisão, estreou no cinema com o longa australiano "Paperback Hero" (1999) e concentrou suas atenções nos palcos, inclusive participando de musicais, nos quais mostrou talento vocal.

Foi a elogiada atuação em uma montagem londrina de "Oklahoma!" que chamou a atenção do diretor de "X-Men", Bryan Singer, e o ajudou a ganhar o papel de sua vida.

Com o sucesso do primeiro filme, Jackman mostrou os músculos e as garras de Wolverine em "X-Men 2" (2003), "X Men - O Confronto Final" (2006), "X-Men Origens: Wolverine" (2009) e no novo "Wolverine - Imortal", pelo qual teria recebido US$ 20 milhões, além de uma participação especial em "X-Men: Primeira Classe" (2011).

Hugh Jackman, showman

Após "X-Men", Jackman se dividiu entre filmes românticos - fazendo par com Ashley Judd em "Alguém Como Você" e com Meg Ryan em "Kate & Leopold", ambos de 2001 - e de ação, como "A Senha: Swordfish" e "Van Helsing - O Caçador de Monstros", detonados pela crítica. 

Em 2006, mostrou versatilidade em filmes bem diferentes. Foi um aristocrata na comédia "Scoop - O Grande Furo", de Woody Allen; um mágico no suspense "O Grande Truque", de Christopher Nolan; e interpretou três personagens no drama "Fonte da Vida", ambicioso longa de Darren Aronofsky que dividiu os críticos e foi um fracasso de bilheteria.

Getty Images
Hugh Jackman na estreia de 'Wolverine - Imortal' em Londres (16/07)

Paralelamente, Jackman continuou a fazer sucesso no teatro. Em 2004, ganhou um prêmio Tony de melhor ator de musical pelo papel do compositor australiano Peter Allen em "The Boy from Oz".

O ator também mostrou ter talento como showman, recebendo elogios ao apresentar três edições da cerimônia de entrega dos prêmios Tony (2003, 2004 e 2005) e a do Oscar em 2009.

Siga o iG Cultura no Twitter

Na ocasião, o ator não deixou de fazer piada de si mesmo, principalmente por causa de "Austrália" (2008), o longa de Baz Luhrmann protagonizado por ele e Nicole Kidman. O épico de quase três horas de duração sobre o amor de uma aristocrata e um pastor tem de tudo: bombardeios, Kidman cantando "Over the Rainbow" e Jackman mostrando o corpo em um longo banho.

Em 2013 ele voltou à cerimônia do Oscar, indicado a melhor ator pelo papel de Jean Valjean em "Os Miseráveis", musical inspirado na obra de Victor Hugo. O prêmio ficou para Daniel Day-Lewis, de "Lincoln".

Tudo indica que o ator continuará se dividindo entre blockbusters de ação e papéis dramáticos. Os próximos projetos incluem mais um filme da franquia X-Men ("Dias de um Futuro Esquecido", que estreia no ano que vem); "Prisoners", previsto para este ano, no qual interpreta o pai de uma criança desaparecida; e "The Greatest Showman on Earth", sobre P.T. Barnum, fundador de um popular circo norte-americano.

Leia tudo sobre: hugh jackmanwolverine - imortalx-menwolverinecinema

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas