Vênus de Polanski seduz no último dia do Festival de Cannes

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Novo longa do diretor é estrelado por sua mulher, a atriz Emmanuelle Seigner

Reuters

Uma Vênus vingativa, ajustando as contas sexual e psicologicamente, é a estrela de "Venus In Fur" (Vênus em casaco de pele), do aclamado diretor Roman Polanski, um dos dois últimos filmes na competição principal do Festival de Cannes a estrear neste sábado (25). 

O diretor franco-polonês é um dos 20 concorrentes à Palma de Ouro, que será entregue no domingo por um júri liderado por Steven Spielberg. Polanski ganhou o prêmio em 2002 por "O Pianista", o drama semiautobiográfico sobre o Gueto de Varsóvia pelo qual ele também levou o Oscar de melhor direção.

Saiba tudo sobre o Festival de Cannes

Roman Polanski no Festival de Cannes. Foto: APEmmanuelle Seigner e Roman Polanski se beijam em Cannes. Foto: APEmmanuelle Seigner no Festival de Cannes 2013. Foto: Getty ImagesMathieu Amalric e Roman Polanski em Cannes. Foto: Getty Images

"Acho que quando você exibe um filme aqui, precisa estar na competição, precisa ter espírito esportivo", disse Polanski aos jornalistas antes da exibição oficial. "E, mesmo se eu não ganhar nada, posso dizer, ‘bem, eu já ganhei'".

"Venus in Fur" traz a mulher de Polanski, Emmanuelle Seigner, como a ousada atriz Vanda, que invade um teste para convencer o escritor Thomas, interpretado por Mathieu Amalric, a escalá-la como a protagonista em sua nova peça.

Os papéis na peça são interpretados por Vanda e Thomas, e conforme os temas de dominação e submissão entram em cena, os papéis se revertem e a realidade fica embaçada.

Siga o iG Cultura no Twitter

Também seria exibido no sábado "Only Lovers Left Alive", o lânguido filme de vampiros retro-cool do diretor norte-americano Jim Jarmush.

Os favoritos para o prêmio principal ao final do festival de 12 dias incluem a história de amor do diretor francês Abdellatif Kechiche "Blue is the Warmest Colour" - cujas ousadas cenas de sexo lésbico provocaram barulho - e "Inside Llewyn Davis", o drama dos diretores norte-americanos Ethan e Joel Coen sobre um cantor nos anos 1960.

Também na curta lista estão "The Great Beauty", do italiano Paolo Sorrentino, uma ode mágica e emocionante à decadência de Roma, e "Le Passé", um drama psicológico do diretor iraniano Asghar Farhadi.

O júri entregará o prêmio principal e outra série de prêmios por direção e atuação no domingo.

Leia tudo sobre: roman polanskifestival de cannescannes 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas