"Massacre da Serra Elétrica 3D" mostra lado "humano" do assassino Leatherface

Por iG São Paulo , por Fernando Antonialli | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Continuação do clássico do terror de 1974 abusa das cenas de violência explícita e perde ritmo com roteiro fraco

Depois de inúmeras sequências, remakes, releituras e até um prólogo, "Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua", que estreia nesta sexta-feira (17), é a mais nova tentativa de trazer de volta aos cinemas o sucesso do filme de 1974. A continuação apresenta nova abordagem ao mostrar um lado mais humano do assassino Leatherface, mas o mar feito de sangue e corpos desmembrados não consegue esconder o roteiro fraco.

Cena do filme 'O Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua'. Foto: DivulgaçãoCena do filme 'O Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua'. Foto: DivulgaçãoCena do filme 'O Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua'. Foto: DivulgaçãoCena do filme 'O Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua'. Foto: DivulgaçãoCena do filme 'O Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua'. Foto: DivulgaçãoCena do filme 'O Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua'. Foto: DivulgaçãoCena do filme 'O Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua'. Foto: DivulgaçãoCena do filme 'O Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua'. Foto: DivulgaçãoCena do filme 'O Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua'. Foto: DivulgaçãoCena do filme 'O Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua'. Foto: Divulgação

Os primeiros minutos do filme empolgam os amantes do cinema de horror. Cenas remasterizadas dos assassinatos que ocorrem no original, incluindo a clássica em que Leatherface segura uma das vítimas que está prestes a escapar, colocam o público de volta no estado de tensão que acompanha o primeiro longa da franquia.

Os acontecimentos do novo filme começam logo depois do final do original, com a população de Newt, Texas, descobrindo os massacres. Na sua própria forma de justiça, os moradores incendeiam a casa em que estão os assassinos e seus parentes - do qual o único sobrevivente é um bebê.

Assim, Heather Miller (Alexandra Daddario) cresce sem saber de sua verdadeira família, até que recebe uma casa de herança de sua avó. Acompanhada de quatro amigos, ela volta para Newt em busca de suas origens e se depara com o passado sombrio da cidade e descobre, à custa de muitas vidas, que seu parente assassino ainda está vivo. 

Siga o iG Cultura no Twitter

O longa passa por cima de vários detalhes para dar continuidade à história de Leatherface. Como sobreviveu, sem ser notado, ao incêndio e o aparecimento da parente distante são apenas algumas das dúvidas que surgem e ficam sem resposta. Mesmo que o forte do filme sejam suas cenas de violência, que são bem executadas e trabalhadas com os efeitos 3D, o enredo fraco incomoda nas cenas em que o sangue não está jorrando.

A abordagem mais "humana" da continuação, que a princípio parece diferente e capaz de dar nova vida à franquia, acaba não correspondendo à expectativa. Ao colocar a família acima de tudo - assassinatos, massacres e torturas, entre outras coisas -, o filme acaba por forçar uma reação que, no mínimo, não seria muito natural.

Recheado de cenas de violência explícita, "Massacre da Serra Elétrica 3D - A Lenda Continua" não se aproxima do terror que acompanhava o original dos anos 1970. Porém, mesmo com enredo falho, os bons efeitos e sangue em profusão ainda podem agradar aos fãs do gênero.


Leia tudo sobre: massacre da serra elétrica 3dfilmecrítica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas