Com Spielberg e "Gatsby", Festival de Cannes 2013 "abraça" Hollywood

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Filmes de Steven Soderbergh, Alexander Payne e irmãos Coen são destaques do evento, que acontece entre 15 e 26 de maio

Considerado uma das principais vitrines do cinema independente mundial, o Festival de Cannes deste ano faz um aceno bastante entusiasmado a Hollywood. O evento, que acontece de 15 a 26 de maio, terá forte presença de cineastas norte-americanos, filmes de grandes estúdios na programação e um dos maiores nomes da indústria cinematográfica como presidente do júri: Steven Spielberg.

O diretor será o líder do grupo de jurados (que inclui outras celebridades hollywoodianas, como Nicole Kidman e Christoph Waltz) encarregado de avaliar os 20 filmes em competição, incluindo os novos dos norte-americanos Alexander Payne, James Gray, Steven Soderbergh e Joel e Ethan Coen. 

Saiba mais: Tudo sobre o Festival de Cannes 2013

Imagem do filme 'O Grande Gatsby'. Foto: Divulgação'Behind the Candelabra', de Steven Soderbergh. Foto: Divulgação'Les Salauds', de Claire Denis. Foto: Divulgação'Jeune e Jolie', de François Ozon. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'Le Passé'. Foto: DivulgaçãoEmma Watson em 'Bling Ring'. Foto: Reprodução'Only Lovers Left Alive', com Tilda Swinton. Foto: Divulgação'Venus In Fur', de Roman Polanski. Foto: DivulgaçãoImagem de 'Nebraska', de Alexander Payne. Foto: DivulgaçãoCena de 'Inside Llewyn Davis', dos irmãos Coen. Foto: Divulgação

Estrelas como Ryan Gosling, Michael Douglas e Matt Damon marcarão presença no tapete vermelho, assim como no pôster oficial do festival, que mostra Paul Newman e Joanne Woodward, e na homenagem à atriz Kim Novak, célebre por filmes de Alfred Hitchcock.

Outro forte sinal da ligação entre Cannes e Hollywood está no filme de abertura, "O Grande Gatsby", superprodução de Baz Lurhmann estimada em US$ 127 milhões (R$ 257 milhões). O longa será exibido em 3D - algo que só ocorreu uma vez na história do festival, quando a animação "Up" abriu a edição de 2009 - e será apresentado no evento mesmo depois de ter estreado nos Estados Unidos e Canadá.

A forte presença hollywoodiana deste ano reflete a gradual reaproximação promovida pelo diretor artístico Thierry Fremaux desde que assumiu o cargo, em 2001. Nestes 12 anos, cinco norte-americanos foram presidentes do júri de Cannes: David Lynch, Quentin Tarantino, Sean Penn, Tim Burton e Robert De Niro.

Leia também: Nicole Kidman e Ang Lee serão jurados do Festival de Cannes

AP
O diretor Steven Spielberg, presidente do júri

Fremaux promoveu uma espécie de volta aos velhos tempos, já que a primeira edição do festival, em 1946, tinha oito filmes dos EUA em competição. Nos anos 1970, produções como "Mash", "Taxi Driver" e "Apocalipse Now" venceram a Palma de Ouro, mas na década seguinte a relação começou a esfriar.

Siga o iG Cultura no Twitter

Entre os motivos apontados estão a popularização dos blockbusters nos Estados Unidos, bem como o alto custo de levar um longa a Cannes (hoje estimado em cerca de US$ 5 milhões a R$ 10 milhões). Na década de 1990, a presença dos grandes estúdios no festival era quase zero de acordo com seu próprio presidente, Gilles Jacob, que está no cargo desde 1978. 

Já em 1997, Jacob explicava, ao jornal The New York Times, que não havia um "boicote" à produção hollywoodiana, mas que "aumentou o abismo entre arte e negócio, entre 'filmes pipoca' e filmes de arte". "Os estúdios só enviam um longa para o festival após a carreira norte-americana ter acabado. Eles não querem arriscar receber resenhas ruins na Europa."

Com Fremaux como diretor artístico, Cannes recebeu exibições em 3D e animações. "Sempre que foi possível fazer algo com os estúdios, fizemos", disse, em entrevista à Variety, citando Fox, Warner e Paramount como os principais parceiros de Cannes.

Leia também: Polanski, irmãos Coen e Soderbergh competirão em Cannes

Para o diretor artístico, a escolha de Spielberg não necessariamente significará a opção do júri pelo "cinemão" que ele representa. "Sabemos como ele é como diretor, mas não como espectador", disse Fremaux à AP. "Ele me disse que quer saber como as pessoas fazem o cinema que é diferente do dele."

Divulgação
Trabalhadores erguem pôster do Festival de Cannes no local em que ele acontece

Questionado sobre um possível tema de Cannes neste ano, ele respondeu "amor", com alguns filmes quebrando barreiras ao mostrar o sexo e abordando o debate sobre casamento homossexual. "Trata-se de coincidência, mas também de diretores e artistas que estão no mundo, na sociedade. É isso o que Cannes quer mostrar."

Destaques de 2013

Neste sentido, Soderbergh deve chamar a atenção com "Behind the Candelabra", que tem Michael Douglas no papel de Liberace, artista que escondeu a homossexualidade do público. Matt Damon interpreta seu amante no longa produzido para a emissora HBO.

Outros destaques norte-americanos da competição são "Nebraska", de Alexander Payne, sobre pai e filho com problemas de relacionamento que fazem uma viagem de carro para receber um prêmio; "Inside Llewyn Davis", dos irmãos Coen, sobre um cantor e compositor folk na Nova York dos anos 1960; e "Only Lovers Left Alive", filme de vampiro dirigido por Jim Jarmush e estrelado por Tilda Swinton.

Também há grande expectativa quanto a "Le Passé", longa filmado na França pelo diretor iraniano Asghar Farhadi, do premiado "A Separação"; "Blood Ties", primeiro filme falado em inglês do cineasta francês Guillaume Canet; "Jeune et Jolie", novo do celebrado François Ozon; "Venus in Fur", dirigido por Roman Polanski e estrelado por sua mulher, Emmanuelle Seigne; e "Only God Forgives", segunda parceria entre o dinamarquês Nicolas Winding Refn e o ator Ryan Gosling, de "Drive".

Fora de competição, duas mulheres são destaque: Sofia Coppola apresenta "Bling Ring", com Emma Watson (a Hermione de "Harry Potter") no elenco; e Claire Denis mostra "Les Salauds", estrelado por Chiara Mastroiani, filha de Marcello Mastroianni e Catherine Deneuve.

Leia tudo sobre: festival de cannescannes 2013cinemasteven spielberg

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas