Salas exibidoras alegam 'razões técnicas', mas decisão teria sido motivada por cena de nudez que não foi cortada por censores

Reuters

A estreia do filme "Django Livre" na China foi cancelada nesta quinta-feira (11) por "razões técnicas", segundo as salas exibidoras.

A China é atualmente o maior mercado internacional de Hollywood, e a estreia do western dirigido por Quentin Tarantino causava grande expectativa devido às notícias de que o filme sofreria apenas ligeiros cortes dos censores, apesar da violência que caracteriza as obras do cineasta.

Leia também: "Django Livre" mostra Quentin Tarantino em ótima forma

Alguns usuários da internet chinesa contaram que o filme já havia começado quando a exibição repentinamente parou, e os espectadores foram orientados a irem embora.

"Recebemos a informação da nossa sede por volta de 10h, mas já era tarde demais para cancelar duas sessões", disse um funcionário de um dos vários cinemas contatados em Xangai.

Siga o iG Cultura no Twitter

"Só nos informaram de que isso se devia a alguns problemas técnicos, e fomos informados para cancelar. Não nos disseram quando o filme seria exibido de novo."

Fontes do setor disseram à imprensa local que o cancelamento se deveu a alguma cena de nudez que não tenha sido cortada.

A distribuidora Huaxia e o órgão estatal responsável pela censura não se manifestaram.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.