Meryl Streep elogia pioneirismo de Margaret Thatcher

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Atriz norte-americana ganhou seu terceiro Oscar ao interpretar a ex-premiê britânica em "A Dama de Ferro"

Reuters

A atriz Meryl Streep, que ganhou um Oscar por seu papel de Margaret Thatcher no filme "A Dama de Ferro", lançado em 2011, elogiou a ex-primeira-ministra britânica nesta segunda-feira como uma pioneira entre as mulheres na política.

A primeira e única mulher a comandar a política do Reino Unido morreu nesta segunda-feira (8) aos 87 anos, depois de sofrer um derrame.

Leia também: Morre aos 87 anos a ex-premiê britânica Margaret Thatcher

Margaret Thatcher e a versão de Meryl Streep em "A Dama de Ferro". Foto: ReproduçãoMeryl Streep conquista seu terceiro Oscar, por 'A Dama de Ferro'. Foto: Getty ImagesImagem do filme 'A Dama de Ferro'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'A Dama de Ferro'. Foto: Getty ImagesImagem do filme 'A Dama de Ferro'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'A Dama de Ferro'. Foto: DivulgaçãoImagem do filme 'A Dama de Ferro'. Foto: DivulgaçãoMeryl Streep (Margaret Thatcher) ao lado de Anthony Head (Geoffrey Howe) em cena do filme 'A Dama de Ferro'. Foto: Reprodução

Streep, de 63 anos, descreveu Thatcher como uma pioneira, "querendo ou não", para líderes políticas mulheres. "Para mim, ela era uma figura de admiração por sua força e coragem", disse a atriz norte-americana em comunicado.

"(Ela) deu a mulheres e meninas ao redor do mundo razão para suplantar fantasias de serem princesas com um sonho diferente: a opção da vida real de liderar sua nação, o que foi inovador e admirável."

Leia também: Papel de Margaret Thatcher deu Oscar de melhor atriz para Meryl Streep

Meryl destacou o fato de Thatcher ter subido ao cargo de primeira-ministra após uma infância como filha de um comerciante.

A atriz reconheceu que Thatcher dividiu opiniões. Mas disse que Thatcher merece crédito por manter suas convicções, apesar do "ódio especial e do ridículo, sem precedentes na minha opinião, em nosso tempo, contra uma figura pública que não era uma assassina em massa".

Meryl disse ter ficado honrada por tentar imaginar a jornada de vida de Thatcher ao interpretá-la no filme "A Dama de Ferro", mas que realmente só teve um entendimento superficial das lutas de Thatcher. "Eu gostaria de transmitir as minhas condolências respeitosas à sua família e muitos amigos", disse ela.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas