Atriz norte-americana ganhou seu terceiro Oscar ao interpretar a ex-premiê britânica em "A Dama de Ferro"

Reuters

A atriz Meryl Streep, que ganhou um Oscar por seu papel de Margaret Thatcher no filme "A Dama de Ferro" , lançado em 2011, elogiou a ex-primeira-ministra britânica nesta segunda-feira como uma pioneira entre as mulheres na política.

A primeira e única mulher a comandar a política do Reino Unido morreu nesta segunda-feira (8) aos 87 anos, depois de sofrer um derrame.

Leia também: Morre aos 87 anos a ex-premiê britânica Margaret Thatcher

Streep, de 63 anos, descreveu Thatcher como uma pioneira, "querendo ou não", para líderes políticas mulheres. "Para mim, ela era uma figura de admiração por sua força e coragem", disse a atriz norte-americana em comunicado.

"(Ela) deu a mulheres e meninas ao redor do mundo razão para suplantar fantasias de serem princesas com um sonho diferente: a opção da vida real de liderar sua nação, o que foi inovador e admirável."

Leia também: Papel de Margaret Thatcher deu Oscar de melhor atriz para Meryl Streep

Meryl destacou o fato de Thatcher ter subido ao cargo de primeira-ministra após uma infância como filha de um comerciante.

A atriz reconheceu que Thatcher dividiu opiniões. Mas disse que Thatcher merece crédito por manter suas convicções, apesar do "ódio especial e do ridículo, sem precedentes na minha opinião, em nosso tempo, contra uma figura pública que não era uma assassina em massa".

Meryl disse ter ficado honrada por tentar imaginar a jornada de vida de Thatcher ao interpretá-la no filme "A Dama de Ferro", mas que realmente só teve um entendimento superficial das lutas de Thatcher. "Eu gostaria de transmitir as minhas condolências respeitosas à sua família e muitos amigos", disse ela.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.