Festival "É Tudo Verdade" terá Dave Grohl, Kubrick e William Shatner

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Evento que passará por quatro cidades seleciona 82 documentários de 26 países

Divulgação
Cena de "Cidade do Som", filme de Dave Grohl

Filme dirigido por Dave Grohl (vocalista da banda Foo fighters); retrospectiva do mestre russo Dziga Vertov (1896-1954); uma tentativa de decifrar o clássico de Stanley Kubrick "O Iluminado"; um mergulho no mundo do icônico capitão Kirk, de "Jornada nas Estrelas". Esses são apenas alguns dos destaques do festival de documentários É Tudo Verdade 2013.

Neste ano, o evento será realizado simultaneamente em São Paulo e no Rio de Janeiro - entre os dias 4 e 14 de abril. Depois, vai a Brasília (entre 16 e 21 de abril) e Campinas (entre 23 e 28 de abril).

Siga o iG Cultura no Twitter

Nesta 18ª edição, o É Tudo Verdade, criado e dirigido prlo crítico Amir Labaki, selecionou 82 documentários de 26 países.

A competição nacional terá sete filmes (entre longas e médias-metragens): "A Alma da Gente" (de Helena Solberg e David Meyer), "Antártica" (de Evaldo Mocarzel), "Em Busca de Iara" (de Flavio Frederico), "Mataram Meu Irmão" (de Cristiano Burlan), "Ozualdo Candeias e o Cinema" (de Eugenio Puppo), "Serra Pelada – A Lenda da Montanha de Ouro" (de Victor Lopes) e "O Universo Graciliano" (de Sylvio Back). Entre os curtas, competirão nove produções.

Já a competição internacional terá 12 longas e médias: "Antes e Depois do Jantar" (de Cindy Kleine), "Estou no Espaço" (de Dana Ranga), "Filha Problema" (de Stéphanie Argerich), "A Máquina que Faz Tudo Sumir" (de Tinatin Gurchiani), "Minha Revolução Roubada" (de Nahid Persson Sarvestani), "Nascido na USSR – Geração de 28" (de Sergei Miroshnichenko), "Não Me Esqueça" (de David Sieveking), "Nosso Nixon" (de Penny Lane), "Parque do Povo" (de Libbie D. Cohn, J. P. Sniadecki), "Salma" (de Kim Longinotto), "Uma Vez Entrei num Jardim" (de Avi Mograbi), "Universo Particular" (de Helena Trestikova). Entre os curtas, foram nove os selecionados.

O russo Dziga Vertov será homenageado com a exibição de oito longas: "Vertov em Curtas: Da Cine-Semana (Kino-Nedêlia, 1918/1919) ao Cine-Verdade (Kino-Pravda, 1922/1925)", "Cine-Olho", "A Sexta Parte do Mundo", "O Décimo Primeiro Ano", "O Homem da Câmera de Filmar", "Entusiasmo", "Três Canções sobre Lênin", "Canção de Ninar".

Golpe de 1964

O É Tudo Verdade adiantará o marco de 50 anos do golpe militar de 1964 com a exibição do documentário "Jango", de Silvio Tendler, feito em 1984. E estão programadas duas mesas-redondas para discutir a importância história de João Goulart e do filme de Tendler. Além disso, serão apresentados uma série de curtas feitos pelo  IPES (Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais) nos anos 1960 para minar o governo de João Goulart.

Destaques Internacionais

Entre as produções internacionais, destacam-se "Cidade do Som", filme dirigido por Dave Grohl sobre o Sound City, estúdio de Los Angeles que serviu de local de gravação para uma série de artistas pop, como Johnny Cash e Nirvana.

"Fanny, Alexander e Eu", de Stig Björkman, revisita o clássico longa de Ingmar Bergman. "Os Guardiões", de Dror Moreh, mostra uma série de entrevistas com seis ex-dirigentes da Shin Bet, agência de Inteligência e contraterrorismo de Israel, que falam sobre tortura, execuções e bombardeios. Em "Philip Roth, Sem Complexos", de William Karel e Livia
Marena, o celebrado escritor norte-americano discute seu processo de criação e suas obsessões.

Já "Quarto 237", de Roy Ascher, tenta reinterpretar a simbologia existente em "O Iluminado", o clássico filme de Stanley Kubrick. E em "Os Capitães", William Shatner vai atrás dos atores que o sucederam como o capitão Kirk na série "Jornada nas Estrelas".

É Tudo Verdade
Em São Paulo e Rio de Janeiro: de 4 a 14 de abril
Em Brasília: de 16/4 a 21/4
Em Campinas: de 23/4 a 28/4
Todas as sessões são gratuitas
Mais informações: site oficial 

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas