Wagner Moura: os 5 personagens mais marcantes

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

De Capitão Nascimento a Olavo Novaes, ator de "A Busca" fez sucesso no cinema e na TV; relembre os principais trabalhos

O sucesso arrebatador de "Tropa de Elite" transformou Capitão Nascimento no personagem mais conhecido de Wagner Moura. Mas a prolífica carreira do ator de 36 anos inclui outros trabalhos marcantes no cinema e na televisão - algo que surpreende a ele mesmo.

Leia também: Wagner Moura, o campeão de público no cinema brasileiro

"Ainda me considero um ator de teatro", disse Moura durante entrevista sobre "A Busca", longa que estreia nesta sexta-feira (15). "Com o tempo fui fazendo muitos filmes e me interessando por tudo. Consegui saber o que cada pessoa faz em um set, o que me ajudou a amadurecer como ator."

Wagner Moura na pré-estreia de 'Elysium' na Califórnia (07/08). Foto: Getty ImagesWagner Moura no filme 'Elysium' (2013). Foto: DivulgaçãoWagner Moura em 'A Busca', que estreia em 15 de março. Foto: DivulgaçãoWagner Moura como pesquisador em 'O Homem do Futuro'. Foto: DivulgaçãoO ator como estelionatário em 'Vips'. Foto: DivulgaçãoWagner Moura em 'Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro". Foto: DivulgaçãoCom Camila Pitanga, seu par romântico na novela 'Paraíso Tropical'. Foto: DivulgaçãoImagem do primeiro 'Tropa de Elite'. Foto: DivulgaçãoWagner Moura em cena de 'Cidade Baixa'. Foto: Divulgação

Em "A Busca", Moura interpreta Théo, um homem controlador que está se divorciando da mulher, Branca (Mariana Lima) e encontrando cada vez mais dificuldades para se comunicar com o filho, Pedro (Brás Moreau Antunes). Em seu aniversário de 15 anos, o garoto adota um cavalo e foge de casa, lançando Théo em uma viagem desesperada à sua procura.

Trata-se de mais um papel de destaque de Moura, o ator campeão de bilheteria do cinema nacional,à frente de Selton Mello e Rodrigo Santoro.

Relembre personagens marcantes de Wagner Moura no cinema e na TV.

Naldinho, de "Cidade Baixa": Lançado em 2005, o filme de Sérgio Machado reuniu três dos principais rostos do cinema nacional: Wagner Moura, Lázaro Ramos e Alice Braga. O longa mostra o lado pobre e violento de Salvador a partir da disputa entre os amigos de infância Naldinho e Deco pelo coração da stripper Karinna. Foi exibido em Cannes e ganhou o prêmio do júri no Festival do Rio.

Divulgação
Wagner Moura como Capitão Nascimento em 'Tropa de Elite' (2007)

Capitão Nascimento, de "Tropa de Elite": Lançado em 2007, ganhou uma continuação em 2010, que se tornou o maior sucesso da história do cinema nacional. Nos dois filmes de José Padilha, Moura intepreta o capitão Roberto Nascimento, integrante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE). Considerado "incorruptível" pelos demais policiais, ele trata os bandidos de forma fria e impiedosa. Em entrevista, Moura definiu Nascimento como um personagem típico da tragédia grega.

Olavo Novaes, de "Paraíso Tropical": A novela exibida pela TV Globo em 2007 marca o maior sucesso de Moura na televisão. Grande vilão da trama escrita por Gilberto Braga e Ricardo Linhares, Olavo é um executivo inteligente e ambicioso que faz de tudo para herdar o comando da empresa do tio (Antenor Cavalcanti, vivido por Tony Ramos), que prefere Daniel (Fábio Assunção), o filho do caseiro. O tórrido caso com a prostituta Bebel, interpretada por Camila Pitanga, roubou a cena.

Marcelo Nascimento, de "Vips"Lançado em 2011, é baseado na história real do estelionatário Marcelo Nascimento da Rocha, cujo principal feito foi se passar pelo filho do presidente da companhia aérea Gol num carnaval fora de época de Recife. Em cena durante quase 100% das cenas, Moura aparece em ao menos seis visuais diferentes.

Zero, de "O Homem do Futuro": Mistura de ficção científica e comédia romântica, foi lançado em 2011 e tem direção de Cláudio Torres. O filme acompanha a trajetória de Zero, pesquisador brilhante e excêntrico que, durante um experimento, viaja 20 anos no passado. Em cena, Moura canta a música-tema e faz covers de "Inútil", do Ultraje a Rigor, "Tempo Perdido", da Legião Urbana, e "Creep", do Radiohead.

Leia tudo sobre: wagner mouraa busca

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas