Irã diz que "Argo", vencedor do Oscar, é fraco e "anti-Irã"

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

"Este filme anti-iraniano carece de quaisquer aspectos artísticos", disse o ministro da Cultura e Orientação Islâmica

Reuters

"Argo", drama político que ganhou no domingo o Oscar de melhor filme, é ruim e anti-iraniano, disse o ministro da Cultura do país em declarações publicadas na segunda-feira (dia 25).

Leia também: Oscar consagra "Argo" em noite com excesso de números musicais

Daniel Day-Lewis, Jennifer Lawrence, Anne Hathaway e Christoph Waltz: os atores premiados. Foto: APA equipe de "Argo", escolhido melhor filme. Foto: APAng Lee, diretor por "As Aventuras de Pi". Foto: APDaniel Day-Lewis, ator por "Lincoln", recebe o prêmio de Meryl Streep. Foto: APJennifer Lawrence, atriz por "O Lado Bom da Vida". Foto: Getty ImagesChristoph Waltz, ator coadjuvante por "Django Livre". Foto: APAnne Hathaway, atriz coaduvante por "Os Miseráveis". Foto: APQuentin Tarantino, ganhador de roteiro original por "Django Livre". Foto: APChris Terrio, ganhador de roteiro adaptado por "Argo". Foto: APBrenda Chapman e Mark Andres, ganhadores de animação por "Valente". Foto: APMichael Haneke, diretor de "Amor", recebe o prêmio de filme estrangeiro. Foto: APMychael Danna, ganhador de trilha sonora por "As Aventuras de Pi". Foto: APAdele e Paul Epworth, ganhadores de canção original pelo tema de "007 - Operação Skyfall. Foto: APClaudio Miranda, ganhador de fotografia por "As Aventuras de Pi". Foto: APJacqueline Durran, ganhadora de figurino por "Anna Karenina". Foto: Getty ImagesSimon Chinn e Malik Bendjelloul, ganhadores de documentário por "Searching for Sugar Man". Foto: APSean Fine e Andrea Nix Fine, ganhadores de curta de documentário por . Foto: APWilliam Goldenberg, recebe prêmio de edição por "Argo" das mãos de Sandra Bullock. Foto: APJulie Dartnell e Lisa Westcott, ganhadoras de maquiagem por "Os Miseráveis". Foto: APRick Carter, ganhador de direção de arte por "Lincoln". Foto: ReutersJohn Kahrs, ganhador de curta de animação por "Paperman". Foto: APShawn Christensen, ganhador de curta-metragem por "Curfew", com os apresentadores Jamie Foxx e Kerry Washington. Foto: APPaul N.J. Ottosson, ganhador de edição de som por "A Hora Mais Escura". Foto: APPer Hallberg and Karen Baker Landers, ganhadores de edição de som por "007 - Operação Skyfall". Foto: APSimon Hayes, Andy Nelson e Mark Paterson, ganhadores de mixagem de som por "Os Miseráveis". Foto: APOs responsáveis pelos efeitos visuais de "As Aventuras de Pi", ganhadores do Oscar. Foto: AP

O longa-metragem, que recebeu também os Oscar de melhor montagem e roteiro adaptado, aborda a missão da CIA para resgatar seis diplomatas norte-americanos em Teerã logo depois da Revolução Islâmica de 1979.

O Oscar de melhor filme para "Argo" foi anunciado, em um dos segredos mais bem guardados da história de transmissões do Oscar, pela primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, em uma aparição em vídeo desde a Casa Branca.

Siga o iG Cultura no Twitter

"Este filme anti-iraniano carece de quaisquer aspectos artísticos, e é um filme muito pobre do ponto de vista artístico, e não esperamos nada a mais do inimigo", disse o ministro da Cultura e Orientação Islâmica, Mohammad Hosseini, segundo a agência semioficial de notícias Mehr.

Algumas agências noticiosas iranianas disseram que o Oscar dado a "Argo" mostra como a política permeia Hollywood.

"A politização da escolha de 'Argo' chegou a envolver a Casa Branca, e o anúncio do ganhador coube a Michelle Obama, a esposa do presidente norte-americano", observou a estatal Irna.

"Argo" não foi exibido nos cinemas do Irã, mas foi amplamente disponibilizado em DVDs piratas em Teerã.

Apesar da censura e da repressão dura de cineastas de renome, o cinema de arte iraniano ganhou fama internacional ao longo dos últimos 20 anos. O filme "A Separação", de Asghar Farhadi, ganhou o Oscar de melhor filme em língua estrangeira no ano passado, o primeiro filme iraniano receber o prêmio.

O Irã disse em setembro que iria boicotar o Oscar 2013 em protesto contra a realização de um vídeo anti-Islã nos Estados Unidos, que causou indignação em todo o mundo muçulmano.

Leia tudo sobre: argooscarcinemacinema

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas