Comédia "Prince Avalanche" encanta Festival de Berlim

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Filme mostra brigas e parceria de operários que pintam marcas em estrada vividos por Paul Rudd e Emile Hirsch

Reuters

O cinema ganhou um novo estranho casal com "Prince Avalanche", um filme de baixo orçamento que se passa nas florestas remotas e devastadas pelo fogo do Texas. No elenco, Paul Rudd e Emile Hirsch como um par improvável de operários que pintam marcas em uma estrada aparentemente interminável.

O tédio no trabalho abre espaço para brigas, discussões, competições e para que se aproximem na refilmagem excêntrica que David Gordon Green fez de um filme islandês de 2011 chamado "Either Way".

AP
O diretor David Gordon Green entre os atores Paul Rudd e Emile Hirsch no Festival de Berlim

Competindo no festival de cinema de Berlim, onde estreia nesta quarta-feira, "Prince Avalanche" recebeu críticas em sua maioria acolhedoras, com o Hollywood Reporter descrevendo-o como "uma pequena e estranha joia de filme".

Green, mais conhecido pela comédia "Segurando as Pontas", usou uma abordagem incomum para o filme: decidiu adaptar um filme islandês antes mesmo de vê-lo. "Vi o filme pela primeira vez realmente com a intenção de refilmá-lo, o que é bem estranho", ele disse a repórteres em Berlim.

A ação se passa no fim dos anos 1980 e não nos dias de hoje, porque isso lhe permitiu afastar seus personagens completamente de um mundo exterior, sem acesso a Skype, celulares ou iPads, geralmente uma época em que "as coisas eram mais agradáveis".

Siga o iG Cultura no Twitter

Para Hirsch, há paralelos com seu papel mais famoso até agora, "Na Natureza Selvagem", filme de Sean Penn rodado em 2007 no qual ele interpreta Christopher McCandless, que dá as costas à sociedade e vaga pela vastidão do Alasca. Em "Prince Avalanche" seu personagem Lance é o oposto - um jovem vagabundo que odeia ficar longe da animação da cidade e da companhia de suas namoradas.

Divulgação
Cena de "Prince Avalanche"


"Adoro filmar na natureza, isso é certo, mas acho que porque sou tão identificado com o papel em ‘Na Natureza Selvagem', gosto da ideia de interpretar um personagem que não gosta realmente do campo e odiou ficar sozinho desde o início", ele disse.

Green correu para rodar o filme, que levou apenas 16 dias de filmagens, a fim de capturar a devastação provocada pelo incêndio no Parque Estadual Bastrop em 2011. Ele manteve sua equipe a menor possível - não mais do que 10 pessoas no set - e permitiu a improvisação dos atores.

Rudd, mais conhecido por papéis cômicos e que recentemente estrelou "Bem-vindo aos 40", interpreta Alvin, o namorado da irmã mais velha de Lance que é introvertido, sério e que tenta se aperfeiçoar constantemente, inclusive aprendendo alemão usando uma fita de áudio.

Já Lance odeia dormir em barracas, caçar e pintar estradas, e espera ansioso pelo fim de semana, quando pode voltar à civilização.

Gradualmente, os dois desajustados começam a se dar bem, ajudados pela crise pessoal de Alvin e um engradado de bebida alcoólica deixado por um misterioso caminhoneiro, interpretado pelo ator Lance LeGault, já falecido.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas