Daniel Craig pode ser cortado de "A Menina que Brincava com Fogo"

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Negociação salarial do ator com será crucial para determinar seu futuro na adaptação da segunda parte da série "Millennium"

Divulgação
Daniel Craig em "Os Homens que Não Amavam as Mulheres"

O ator Daniel Craig, que viveu o jornalista Mikael Blomkvist na adaptação norte-americana do thriller sueco "Os Homens que Não Amavam as Mulheres" (2012), pode não retornar para a sequência do longa.

Siga o iG Cultura no Twitter

A informação, publicada pelo The Hollywood Reporter, envolve a reinvindicação de um aumento em seu cachê, tendo em vista o faturamento bilionário de "007 - Operação Skyfall", terceiro filme de Craig na franquia do agente secreto James Bond - distribuída pela Sony.

Apesar de "Os Homens que Não Amavam as Mulheres" ter arrecadado US$ 233 milhões (R$ 463 milhões) em bilheteria, os executivos da Sony não pretendem repetir o investimento de US$ 90 milhões (R$ 179 milhões) na adaptação da segunda parte da trilogia escrita pelo sueco Stieg Larsson - o que dificultaria o aumento exigido por Craig.

Leia também: Diretor distingue adaptações de "Os Homens que Não Amavam Mulheres"

De acordo com uma fonte próxima ao projeto, caso não haja um entendimento entre as partes, a Sony cogita cortar o astro de "A Menina que Brincava com Fogo", o que não seria impossível, pois o segundo livro da série é focado na personagem Lisbeth Salander (papel de Rooney Mara, que retorna para os dois próximos filmes).

Enquanto os agentes de Daniel Craig dizem que o ator está em plena negociação com o estúdio, a fonte do Hollywood Reporter diz que é quase certo o retorno do ditretor David Fincher para a segunda adaptação norte-americana da série "Millennium".

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas