Anúncio de novos episódios de "Star Wars" divide fãs da franquia

Previsto para 2015, próximo filme pode significar tanto a "morte" da série quanto a "realização de sonho"; Disney comprou estúdio Lucasfilm de George Lucas

iG São Paulo com Reuters |

Durante anos, parecia que um novo filme da série "Star Wars" seria apenas um sonho distante em alguma galáxia muito distante. Mas o estúdio Disney pensa diferente, e anunciou nesta terça-feira (30) que planeja não um, mas três episódios a partir de 2015.

A Disney gastou US$ 4 bilhões para adquirir a produtora Lucasfilm , de George Lucas, que pensa em se aposentar . O negócio surpreendeu investidores e dividiu os fãs da série: muitos não têm interesse em ver novas aventuras de Luke Skywalker e dos Jedis.

"A série se estagnou criativamente. Isso pode ficar bom... ou não", disse Chris Goodson, fã da série, escrevendo no Facebook.

Outro usuário, Peter Cambell, demonstrou incredulidade. "Isso é sério? Ah, por favor, chega de filmes de ‘Star Wars'."

Siga o iG Cultura no Twitter

Divulgação
Luke Skywalker (Mark Hamill), herói de 'Star Wars'

Criador de personagens como a princesa Leia, o mocinho Luke Skywalker e o vilão Darth Vader, George Lucas há anos insistia que não faria mais filmes além dos três episódios originais e dos três subsequentes (cuja narrativa antecede aos primeiros filmes).

Em entrevista concedida em janeiro ao New York Times, o cineasta manifestava ressentimento com os fãs que o criticaram pelas novas versões dos filmes originais, com o "corte do diretor". "Por que eu faria outros, se todo mundo grita com você toda vez e diz como você é uma pessoa terrível?", disse.

Leia também:  Disney compra Lucasfilm e anuncia sétimo "Star Wars" para 2015

Apesar disso, sete anos depois do lançamento do último filme da série, "A Vingança dos Sith", a Disney anunciou ver espaço para um "Star Wars Episódio 7" em 2015, com os episódios 8 e 9 sendo lançados em intervalos de dois ou três anos.

Alguns fãs gostaram. Na página de "Star Wars" no Facebook, o usuário David Schmoyer disse que o anúncio "traz o sonho de volta ao lugar onde muitos de nós começamos a sonhar".

Leia também:  Versões em 3D dos episódios II e II de "Star Wars" confirmadas para 2013

Já Andreas Pedersen disse que foi "a pior piada de 1º de abril já contada", e Brand Sullivan alertou que "pode ser a morte de ‘Star Wars'".

"As pessoas não parecem reconhecer que tirar ‘Star Wars' das mãos de George Lucas é a melhor coisa possível para a franquia", contra-argumentou o fã Jesse Taylor pelo Twitter.

    Leia tudo sobre: star warsdisneygeorge lucascinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG