Público lotou o local para assistir ao longa 'O Palhaço', de Selton Mello; programação segue com Roberto Carlos

A projeção gratuita de "O Palhaço" , filme dirigido por Selton Melo, lotou o vão livre do Masp na segunda-feira (dia 22), em uma iniciativa já tradicional da Mostra de Cinema de São Paulo . Mesmo com alguns problemas técnicos, o público ficou até o fim da exibição e ainda aplaudiu o filme que representará o Brasil no Oscar .

Acostumado a trabalhar em festivais e, gaba-se, responsável pela primeira exibição de filmes nacionais como "Central do Brasil" e "Tropa de Elite", o projetista Aécio Lino cuidou da sessão desta segunda e aprovou a ideia do cinema ao ar livre. “É legal, tem mais contato com o público.”

Siga o iG Cultura no Twitter

Público assiste ao filme 'O Palhaço' no Masp, parte da Mostra de São Paulo
Futura Press
Público assiste ao filme 'O Palhaço' no Masp, parte da Mostra de São Paulo

Já o casal Bruno Etchepare, jornalista, e Janina Clara, artista plástica, foi ao Museu assistir ao filme, mas reclamou dos problemas. “O som estava ruim, e não apagaram um poste de luz que atrapalhou a imagem”, afirmou Bruno. A iniciativa, porém, também agradou a ambos. “O ingresso gratuito muda o público da Mostra”, diz Janina. “Comparando com outro filme que vimos ontem no cinema, hoje (segunda) a plateia era muito mais diversificada”.

Leia também: Keanu Reeves comanda o documentário "Lado a Lado"

De fato, a exibição no Masp atraiu gente como o morador de rua José Carlos, que, tímido, apenas disse que achou o filme “bom” antes de sair rapidamente da estrutura montada embaixo do museu. Além do público que conseguiu um dos ingressos gratuitos, o filme também parou pedestres que passavam pela avenida Paulista. Caso do paranaense Leonardo Rodrigues: “Mas só cheguei nos últimos 5 minutos, nem consegui ver o filme”, lamentou.

O vão livre do Masp terá várias outras exibições gratuitas antes do fim da Mostra. Os ingressos, limitados a um por pessoa, começam a ser distribuídos uma hora antes da sessão. Veja a programação:

Terça (23): "Roberto Carlos em Ritmo de Aventura" , de Roberto Farias
Quarta (24): "Roberto Carlos e o Diamante Cor de Rosa" , de Roberto Farias
Quinta (25): "Roberto Carlos a 300 km por Hora" , de Roberto Farias
Sexta (26): "É Simonal" , de Domingos Oliveira
Segunda (29): "O Homem que Engarrafava Nuvens" , de Lírio Ferreira
Terça (30): "Viva São João" , de Andrucha Waddington
Quarta (31): "Shine a Light" , de Martin Scorsese
Quinta (1º): "Canções de Amor" , de Christophe Honoré

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.