"O Palhaço" monopoliza o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Dirigido por Selton Mello, longa faturou 12 das 13 categorias em que foi indicado na premiação, entregue no Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Luisa Girão - iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Após levar mais de um milhão de espectadores aos cinemas e de ser escolhido como o representante brasileiro na disputa pela indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro, o longa " O Palhaço ", de Selton Mello , continua colhendo frutos. Na noite da segunda-feira (15), o filme ganhou 12 das 13 categorias na qual estava indicado no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, que aconteceu no Theatro Municipal, no Centro do Rio de Janeiro.

“Estou me sentindo pleno e com a certeza de que tenho de continuar a fazer o que gosto. Fico feliz deste filme ser reconhecido porque ele não apresenta nenhum clichê brasileiro como favela, samba, tiros e sertão. É sobre um palhaço em busca da sua identidade”, disse Selton Mello. Dentre os principais prêmios, o longa faturou as categorias de melhor ator coadjuvante, para Paulo José, melhor ator e diretor, para Selton Mello, e melhor filme de ficção.

Roberto Filho/AgNews
Deborah Secco: prêmio de melhor atriz

O longa “Bruna Surfistinha” também foi destaque na premiação. O filme baseado no livro “O Doce Veneno do Escorpião”, da ex-garota de programa Raquel Pacheco, ganhou nas categorias melhor atriz ( Deborah Secco ), melhor atriz coadjuvante (Drica Moraes) e melhor roteiro adaptado. “Esse foi um filme que mudou a minha vida e descobri que arriscar é bom. Cinema, hoje, é uma das minhas grandes paixões e quero fazer isso para o resto da minha vida”, afirmou Deborah.

Siga o iG Cultura no Twitter

A premiação ainda contou com uma homenagem a Cacá Diegues, que completa 50 anos de carreira. Vestidos como personagens dos filmes do cineasta, Erom Cordeiro, Cíntia Rosa e Cristina Lago – os apresentadores da noite, contaram a história do diretor através de depoimentos e trechos dos longas-metragens.

“Quando o Roberto Farias, presidente da Academia Brasileira de Cinema, me contou que eu iria ganhar esse prêmio, brinquei com ele que sou muito novo para isso. Geralmente, quem ganha essa homenagem ou já morreu ou está se aposentando e nenhum dos dois vai acontecer comigo. Vou encarar esse prêmio como um estímulo para recomeçar”, disse Cacá, que recebeu o prêmio das mãos de José Wilker, Betty Faria e Zaira Zambelli, protagonistas de “Bye Bye Brasil”.

Raphael Mesquita/ Photo Rio News
Homenageado, Cacá Diegues saiu da festa no caminhão da Caravana Rolidei, do filme "Bye Bye Brasil"

Confira a lista dos vencedores do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2012:
Melhor roteiro original: Marcelo Vindicatto e Selton Melo ("O Palhaço")
Melhor roteiro adaptado: Antonia Pellegrino, Homero Oliveto e José de Carvalho ("Bruna Surfistinha")
Melhor figurino: Kika Lopes ("O Palhaço")
Melhor maquiagem: Marlene Moura e Rubens Libório ("O Palhaço")
Melhor direção de arte: Cláudio Amaral Peixoto ("O Palhaço")
Melhor trilha sonora original: Plínio Profeta ("O Palhaço")
Melhor trilha sonora: Vladimir Carvalho ("Rock Brasília")
Melhor som: Jorge Saldanha, Miriam Biderman, Ricardo Reis e Rodrigo Noronha ("O Homem do Futuro")
Melhor longa-metragem estrangeiro: "Meia-Noite em Paris"
Melhor curta-metragem de ficção: "Para eu dormir tranquilo"
Melhor curta-metragem documentário: "A Verdadeira História da Bailarina de Vermelho"
Melhor curta-metragem de animação: "O céu no andar de baixo"
Melhor direção de fotografia: Adrian Teijido, ABC ("O Palhaço")
Melhor montagem de ficção: Marília Moraes e Selton Mello ("O Palhaço")
Melhor montagem de documentário: Pedro Kos ("Lixo Extraordinário")
Melhor efeito visual: Cláudio Peralta ("O Homem do Futuro")
Melhor atriz coadjuvante: Drica Moraes, como Larissa ("Bruna Surfistinha")
Melhor ator coadjuvante: Paulo José, como Valdemar/Palhaço Puro Sangue ("O Palhaço")
Voto popular melhor longa-metragem estrangeiro: "Rio", de Carlos Saldanha
Voto popular melhor longa-metragem documentário: "Quebrando o Tabu", de Fernando Grostein Andrade
Voto popular melhor longa-metragem de ficção: "O Palhaço", de Selton Mello
Menção honrosa: "Brasil Animado 3D", de Mariana Caltabiano
Melhor longa-metragem infantil: "Uma Professora Muito Maluquinha", de André Alves Pinto e César Rodrigues
Melhor longa-metragem documentário: "Lixo Extraordinário"
Melhor ator: Selton Mello, por "O Palhaço"
Melhor atriz: Deborah Secco, por "Bruna Surfistinha"
Melhor direção: Selton Mello, por "O Palhaço"
Melhor longa-metragem de ficção: "O Palhaço", de Selton Mello

Roberto Filho/AgNews
Elenco e equipe do filme "O Palhaço" no palco do Theatro Municipal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG