Versão espanhola de "Branca de Neve" estreia no tapete vermelho de Hollywood

Mudo e preto e branco, "Blancanieves" representa a Espanha na categoria de melhor filme estrangeiro do Oscar

EFE |

EFE

Sob uma grande confusão de fotógrafos e câmaras de televisão, os artistas da versão espanhola de "Branca de Neve", que é muda e em preto e branco, passaram por seu primeiro tapete vermelho em Hollywood, um ato que marcou o início de sua corrida pelo prêmio mais relevante do cinema mundial.

O filme "Blancanieves", que representará a Espanha na categoria de melhor filme estrangeiro do Oscar , foi o escolhido para inaugurar a 18º edição do Recent Spanish Cinema, o principal evento espanhol de sétima arte que ocorre anualmente no teatro Egyptian Hall de Hollywood.

"Tem esse ponto de sonho porque estamos em Hollywood, o teatro chinês está aí... o teatro Dolby, onde são realizados os prêmios Oscar, o hotel Roosevelt, onde ocorreram as primeiras edições do Oscar e onde estou, e aqui, com um monte de gente e muita atenção", afirmou à Agência Efe o diretor Pablo Berger antes da exibição de seu filme, que lotou o auditório com capacidade para mais de 600 pessoas.

Getty Images
A atriz Ángela Molina no Recent Spanish Cinema 2012, em Hollywood

Siga o iG Cultura no Twitter

Berger chegou ao local acompanhado pela atriz Ángela Molina, única representante do elenco do filme, que, segundo o próprio diretor, pretende "surpreender" os espectadores dos Estados Unidos, onde o longa já garantiu sua distribuição comercial. "Nossa 'Blancanieves' é muito espanhola, temos flamenco e touro, entre outras coisas. Mas queria fazer um filme diferente, original, que fosse uma experiência sensorial. Neste aspecto, eu acho que a música é a voz dos protagonistas", ressaltou o diretor.

Quem também apareceu no teatro foi o cantor Enrique Bunbury, indicado ao Grammy Latino e que há anos começou a exercer a função de produtor cinematográfico através da companhia espanhola Arcadia, que, por sua vez, está por trás do "Blancanieves".    

"É o terceiro filme que participo e, de forma alguma, acredito no mais importante que um país pode ter: a cultura", manifestou Bunbury, que se diz "enormemente" feliz com a boa trajetória que o longa está tendo. "Do jeito que as coisas andam ter dinheiro no banco é perigosíssimo. Então, eu acho que é muito melhor apostar no cinema", declarou o músico, que no próximo dia 15 de novembro disputará o Grammy Latino na categoria de melhor clipe do ano em formato de longa com "Formado Cantinas - The Movie".

Entre os presentes na abertura do Recent Spanish Cinema também estavam os diretores Benito Zambrano e Patrícia Ferreira, cujos filmes "La Voz Dormida" e "Els Nens Salvatges" também estão dentro da mostra. Os atores Félix Gómez, Isabel Serrano e a cantora Verónica Romeo também marcaram presença.

Leia também: Academia divulga lista de inscritos para Oscar de filme estrangeiro

Antes da exibição de "Blancanieves", os organizadores do evento projetaram o filme vencedor do concurso de curtas-metragens "New Filmmakers from Spain", prêmio vencido por "Wings", de José Villalobos, neste ano.

O Recent Spanish Cinema é um evento organizado pelo Instituto da Cinematografia e das Artes Audiovisuais (ICAA) em colaboração com EGEDA (Entidade de Gestão dos produtores Audiovisuais) e a Cinemateca Americana.

    Leia tudo sobre: Recent Spanish CinemaBlancanievescinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG