“A Negociação” traz Richard Gere como um magnata em apuros

Thriller mostra como o dinheiro pode ajudar um milionário a se safar de problemas

Mariane Morisawa , especial para o iG |

Logo em seu início, a crise financeira mundial deu esperanças de que causar uma mudança de atitude, ao mostrar que tanta ganância não fazia bem a ninguém. Mas, passados alguns anos, os responsáveis estão mais ricos do que nunca, ninguém foi punido, ou seja, tudo continua como antes. É dentro desse espírito que se desenrola “A Negociação”, de Nicholas Jarecki, exibido no Festival do Rio .

O filme, que esteve no Sundance Festival, traz Richard Gere como Robert Miller, um magnata do mercado financeiro que tenta concluir a venda de sua empresa. Não dá para entender por que tanto desespero até que o filme revela que há um buraco na contabilidade.

Leia também: Esquemas de Wall Street se tornam dramas pessoais em 'A Negociação"

Para piorar, o respeitável pai de família, casado com Ellen (Susan Sarandon), com quem tem Brooke (Brit Marling), qualificadíssima para tocar os negócios, está tendo um caso com uma jovem galerista francesa (Laetitia Casta). A situação piora ainda mais quando, pressionado pela amante, ele sai para uma viagem de final de semana que termina com a morte da moça. E aí é uma questão de se dissociar do acidente, limpar os números da empresa e tentar se safar. O que, para quem tem muito dinheiro, quase nunca é problema.

Programação *

Domingo (7), às 17h40, no Estação Vivo Gávea 5. Quinta (11), às 16h30 e 21h30, no Roxy 3.

* cheque antes de sair de casa

    Leia tudo sobre: Festival do RioA Negociaçãocinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG