"Não me sinto parte da indústria", afirma diretor de "Indomável Sonhadora"

Cotado para a temporada de prêmios de Hollywood, inclusive o Oscar, Benh Zeitlin afirma que é um "forasteiro" e pretende continuar filmando no sul dos EUA

iG São Paulo com EFE |

O diretor de "Indomável Sonhadora" ("Beasts of the Southern Wild"), o norte-americano Benh Zeitlin, declarou no Festival do Rio que não se sente parte da indústria de Hollywood e que prefere trabalhar na Louisiana, nos Estados Unidos, onde seu filme é ambientado.

Siga o iG Cultura no Twitter

Premiado em Sundance e Cannes, "Indomável Sonhadora" conta a história de uma menina de seis anos que vive com o pai no delta de um rio no sul dos EUA. Enquanto se empenha em buscar a mãe, a garotinha vê uma tempestade destruir o lugar onde vive, o que a obriga a lutar por sua sobrevivência.

Getty Images
O cineasta norte-americano Benh Zeitlin

O diretor afirmou que o que gosta na Louisiana são suas singularidades em relação ao resto do país, como a comida, a música e inclusive o sotaque. "É diferente do resto dos Estados Unidos", defendeu ele, que, por se sentir um "forasteiro", não pensa em filmar em Hollywood.

Acesse o especial do Festival do Rio

Zeitlin explicou que o filme homenageia os "espaços independentes", pretende mostrar a cultura da Louisiana e falar sobre aquelas pessoas que se tornaram "heróis". O cineasta contou que suas referências cinematográficas são o cinema de tom realista do britânico Mike Leigh e o do bósnio Emir Kusturica.

Sobre a menina protagonista, Quvenzhané Wallis, disse que era uma "verdadeira atriz" (é seu primeiro papel no cinema) e que ela merece ser indicada ao Oscar 2013 porque está "assombrosa" no filme.

Leia também:  Menina de 6 anos é a grande atração de "Indomável Sonhadora"

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG