Pioneiro em fotografar moda nas ruas, Bill Cunningham emociona com sua ética

Octagenário, colunista do "The New York Times" é agora retratado no filme “A Nova York de Bill Cunningham”, em cartaz no Festival do Rio

Mariane Morisawa - especial para o iG |

A vida real muitas vezes tem o poder de emocionar mais do que a ficção, não importa quantos “momentos para chorar” e música o diretor coloque no filme. É difícil não ficar tocado por “A Nova York de Bill Cunningham”, documentário de Richard Press exibido no Festival do Rio .

Siga o iG Cultura no Twitter

Bill Cunningham é um pioneiro em fotografar pessoas nas ruas. Ele inventou o que se disseminou por blogs estrelados, de pessoas que ficaram famosas simplesmente por registrar o "street wear".
Bill não tem interesse em ser celebridade. Dono de uma coluna de moda e de festas no jornal “The New York Times”, ele não faz apenas um apanhado de gente fina, elegante e sincera, mas tira sentido das centenas de fotografias que tira por dia, parado nas esquinas da cidade, onde se locomove de bicicleta.

“Mas a coluna não é sobre o que penso, mas sobre o que vejo”, diz ele. Atua como se fosse um fotógrafo de guerra, mas registrando a vida nas ruas.

Acesse o especial do Festival do Rio

O documentário foi registrado quando Bill já era um octogenário – hoje, tem 83 anos. Discreto, educado, sorridente, mesmo quando adolescentes xingam, ele documenta a vida de Nova York, basicamente, e retrata de verdade as tendências da moda, vistas na rua. Desinteressado em tudo o que não sejam roupas, não liga para comida e mora num espaço micro, lotado de arquivos de suas fotos, sem guarda-roupa, cozinha ou banheiro privativo. “A liberdade é a coisa mais cara”, diz.

E, assim, mantém a liberdade de fazer o que quer, como quer. Seu senso de ética vai desde sua briga por sempre mostrar as pessoas sem um pingo de julgamento até não aceitar nem um copo de água nas festas que cobre. Algo que emociona numa sociedade cada vez mais movida pelo dinheiro e pela vontade de tirar proveito de bocas livres e brindes.

Programação no Festival do Rio – confirme os horários antes de sair de casa
Domingo (30), às 19h30, no Estação Sesc Botafogo 3. Quarta (3), às 14h e 20h, no Oi Futuro em Ipanema.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG