Ben Affleck prova que se reinventou como cineasta em "Argo"

Na programação do Festival do Rio, thriller deve entrar na linha de frente do Oscar 2013

Mariane Morisawa - especial para o iG |

Ben Affleck reinventou-se como diretor de cinema. De quebra, deu uma levantada também na sua carreira de ator. Depois de “Atração Perigosa” (2010), ele volta com “Argo”, incluído na programaçãpo do Festival do Rio , e com grandes chances de comparecer como indicado à cerimônia de entrega do Oscar 2013 .

Siga o iG Cultura no Twitter

“Argo” é baseado em fatos reais, mas nem parece. Em 1979, quando explodiu a Revolução Islâmica no Irã – foco de tensão até hoje –, a embaixada americana foi invadida. Seis diplomatas conseguiram escapar, escondendo-se na casa do embaixador canadense. Se o novo governo soubesse de sua existência, eles seriam moeda de troca pela devolução do xá Reza Pahlavi, derrubado pelos revolucionários e aceito pelos Estados Unidos para tratamento médico – ou de puro e simples linchamento.

Acesse o especial do Festival do Rio

Para resgatá-lo, a CIA e o Departamento de Estado bolaram os planos mais malucos e inverossímeis, como transformá-los em professores canadenses de inglês, quando os canadenses já haviam sido retirados do país, ou transportá-los de bicicleta até a fronteira com a Turquia.

A ideia igualmente maluca aprovada foi levar o agente Tony Mendez (Ben Affleck) para fazer o papel de um produtor de Hollywood, transformando os diplomatas em sua equipe na busca por locações em Teerã. Com a ajuda de um produtor de cinema de verdade (Alan Arkin) e de um maquiador (John Goodman), eles publicaram até matérias na imprensa especializada sobre a realização da ficção científica “Argo”.

Ben Affleck: "A única coisa que aprendi foi contratar pessoas mais inteligentes do que eu"

Affleck consegue manter a tensão o tempo todo e ainda dar conta do poder de sedução do cinema e da complicada situação na região na época, que se reflete até hoje, sem exagerar na transformação dos americanos em heróis.

Programação no Festival do Rio – confirme os horários antes de sair de casa
Sábado (29), às 16h30 e 21h30, no São Luiz 3. Domingo (30), às 19h30, no Cine Carioca. Segunda (1º), às 16h30 e 21h30, no Kinoplex Tijuca 4. Domingo (7), às 16h30 e 21h30, no Kinoplex Leblon 4.

    Leia tudo sobre: ben affleckargofestival do riooscarcinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG