Viagens no tempo estimulam imaginação de Hollywood

"De Volta para o Futuro", "Planeta dos Macacos", "Donnie Darko": relembre filmes que se apoiam nas jornadas para passado e futuro

Guss de Lucca - iG São Paulo |

Em "Looper – Assassinos do Futuro" , que estreia nesta sexta-feira (28) no Brasil, Joseph Gordon-Levitt interpreta um matador de aluguel cujo trabalho consiste em exterminar vítimas enviadas do futuro. O personagem enfrentará um dilema ao descobrir que seu novo alvo é ele mesmo, 30 anos mais velho - papel de Bruce Willis.

O longa dirigido por Rian Johnson revisita um dos temas mais explorados pelo cinema hollywoodiano: a viagem no tempo. Um dos mais famosos filmes a retratar jornadas de volta ao passado e/ou pulos ao futuro é "A Máquina do Tempo" (1960), baseado no livro homônimo de H.G. Wells, publicado em 1895.

Na década seguinte, Hollywood embarcou na série "O Planeta dos Macacos" , que tem a sua origem na obra do francês Pierre Boulle, de 1963. Composta originalmente por cinco filmes, a franquia apoiou-se em teorias de espaço-tempo para construir suas narrativas, desde "O Planeta dos Macacos" (1968) até "Batalha do Planeta dos Macacos" (1973).

Nos anos 1980, a viagem no tempo ganhou impulso ao ser combinada com gêneros como a ação, o romance e a comédia. Em 1984, James Cameron ("Titanic", "Avatar") lançou o embrião da série "O Exterminador do Futuro". Responsável por fazer de Arnold Schwarzenegger um astro, a aventura apresenta a história de um homem que volta no tempo para tentar evitar um futuro apocalíptico dominado por máquinas.

Divulgação
Christopher Lloyd como o inventor da máquina do tempo em "De Volta Para o Futuro" (1985)

Siga o iG Cultura no Twitter

No ano seguinte, Robert Zemeckis estreou a primeira parte da trilogia "De Volta Para o Futuro" - talvez a mais bem-sucedida produção sobre viagem no tempo da história do cinema. A trama acompanha as idas e vindas pelo tempo de Marty McFly, papel de Michael J. Fox. Enquanto no longa de 1985 o jovem tenta consertar a relação de seus pais no passado, no segundo filme ele viaja para o futuro com a missão de ajeitar a vida de seus filhos. Na última parte da trilogia, o personagem viaja ao Velho Oeste em busca do cientista Emmett Brown (Christopher Lloyd).

Francis Ford Coppola lançou "Peggy Sue - Seu Passado a Espera" em 1986 e mostrou que o gênero romance também funcionaria tendo como pano de fundo a viagem no tempo. No longa, uma quarentona à beira do divórcio ganha a chance de transformar o curso de sua vida após desmaiar a acordar duas décadas no passado, período em que conheceu seu futuro marido.

Tendo o suspense como fio condutor, "Os Doze Macacos" (1995), de Terry Gilliam, radiografa o drama vivido pelo presidiário James Cole (Bruce Willis), que volta ao passado para tentar descobrir a origem de um vírus que devastou o futuro – ele acaba internado em um hospital psiquiátrico.

Infográfico: como a ciência real alimenta as histórias de ficção científica

A mescla de gêneros rendeu nos anos 2000 outros bons filmes com o tema espaço-tempo. Em "Alta Frequência" (2000), por meio de um velho aparelho de rádio, um policial conversa com seu pai, morto há 30 anos; "Donnie Darko" (2001) ganhou diversos elogios da crítica ao narrar como um jovem questiona a realidade a partir de suas alucinações; e "Efeito Borboleta" (2004) retrata as consequências das ações de um homem que volta no tempo para mudar a tragédia que tirou a vida de sua mulher.

O dilema de mudar ou não fatos passados é o que move o brasileiro "O Homem do Futuro" (2011). Wagner Moura interpreta um cientista infeliz que, ao voltar acidentalmente a uma festa da sua época de faculdade, tenta corrigir as ações que julga terem atrapalhado sua vida.

Até mesmo Woody Allen encarou o tema. "Meia-Noite em Paris" , de 2011, deu ao cineasta o prêmio de melhor roteiro original no Oscar deste ano . Culpa do argumento no qual um escritor é transportado para a Paris dos anos 1920. Em suas viagens, encontra personalidades como F. Scott Fitzgerald, Gertrude Stein, Ernest Hemingway, Salvador Dalí, Luis Buñuel e Pablo Picasso. A experiência faz com que o rapaz reflita sobre a sua própria vida.

    Leia tudo sobre: viagem no tempoloopercinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG