Ewan McGregor é homenageado em San Sebastián e dedica prêmio à mulher

Aos 41 anos, ator escocês é a pessoa mais hovem a receber o Prêmio Donastia pelo conjunto da obra no evento na Espanha

iG São Paulo com EFE |

O ator escocês Ewan McGregor recebeu na noite desta quinta-feira (27) o Prêmio Donostia, concedido anualmente pelo conjunto da obra, no Festival de Cinema de San Sebastián, na Espanha. Aos 41 anos, ele é a pessoa mais hovem a receber o troféu nas seis décadas do evento. Mcgregor dedicou o prêmio à mulher, Eve Mavrakis, ao lembrar que ela sempre esteve presente nos momentos mais importantes de sua vida.

"Nos conhecemos entre o meu primeiro e segundo filme e minha carreira não seria a mesma sem ela. A amo com todo meu coração", disse o ator entre aplausos.

McGregor passou cerca de 20 minutos desfilando pelo tapete vermelho antes da cerimônia. O ator deu autógrafos, tirou fotos com algumas de suas fãs, que não paravam de gritar de emoção, e até distribuiu beijos.

Siga o iG Cultura no Twitter

A festa começou com a exibição de um vídeo emotivo no qual eram lembrados os vencedores de edições anteriores. O auditório estava abarrotado de gente que aplaudia efusivamente as imagens que apareciam na tela de personalidades como Woody Allen, Richard Gere e Meryl Streep. "Não estou no mesmo nível das pessoas que já receberam este prêmio", disse McGregor ao abrir seu discurso.

Divulgação
Ewan McGregor em "O Impossível"

Depois foi projetado um clipe com a retrospectiva da carreira do ator, que participou de mais de 50 longas-metragens, do drogado Renton em "Trainspotting" ao doce amante de Nicole Kidman em "Moulin Rouge", passando por personagens de soldado, executivo, padre, cavaleiro Jedi, escritor de aluguel e pai, papel que interpreta pela primeira vez em "O Impossível", uma produção espanhola sobre o tsunami na Ásia exibida no festival.

A apresentadora da festa, Edurne Ormazabal, garantiu que McGregor não ganhou o prêmio "por acaso", mas por sua capacidade de interpretar papéis tão diferentes e ter uma carreira com atuações tão variadas.

McGregor se lembrou de suas visitas anteriores a San Sebastián com "Trainspotting" e "Moulin Rouge" e disse que nas duas vezes se sentiu "como uma estrela do rock".

Leia também:  Festival de San Sebastián combate a crise com glamour

Ao entregar o prêmio a McGregor, o espanhol Juan Antonio Bayonne, diretor de "O Impossível", se referiu ao protagonista de seu filme como "sucessor" de Spencer Tracy e Gregory Peck. Comentou ainda que o escocês sempre correu riscos em sua "imprevisível" carreira e valorizou sua "enorme honestidade e humanidade".

Recém-chegado de Tulsa (EUA), onde está filmando "August: Osage County" com Meryl Streep e Julia Roberts, o ator teve que voar durante 24 horas para chegar a tempo de apresentar o filme e receber seu prêmio em San Sebastián.


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG